Técnicos Guto Ferreira e Argel Fucks no Canal Discovery

Num jogo anterior, contra o FLU, quando o Bahia empatou, o seu treinador Guto Ferreira deu uma declaração, “festejada” nas redes sociais e nos sites que tratam o esporte:

“Aqui é um futebol de muito vento. É muito difícil jogar aqui por causa do vento, nós não trabalhamos em um ambiente assim e o adversário sim”.

Neste domingo, Argel disse que o campo em Vitória da Conquista é:

“fofo, pesado, muito irregular e areia movediça”,

Estas declarações nos levam para o canal Discovery Channel, onde os nossos dois treinadores são os protagonistas.

Realmente, é impressionante a importância e a magnitude do vento, no futebol, porque a natureza faz o gol e também desvia a bola do gol, sem sabermos, para qual o clube a natureza torce.

Guto tem razão. Já testemunhamos em Feira os famosos redemoinhos, de pequena dimensão. É um perigo. Ele não foi egoísta, por não ser uma pessoa leve, mas pode realmente o vento fazer voar seus atletas, em círculo, causando uma labirintite. Já os atletas de Feira usam um imã na sola da chuteira e no gramado há instalação de metais, debaixo da grama.

O pior que ninguém sabe a direção dos ventos. Há um estudo científico, que pode haver alguma entidade produzindo este deslocamento de ar e que fica seriamente aborrecida, quando o medo faz soltura de ventos produzidos pelo corpo dos técnicos, com odor desagradável.

No jogo deste domingo, o Bahia ganhou, porque investiu na contratação de um cientista da NASA, que orientou o treinador Guto Ferreira, como se deve desviar destas correntes de ar. Secretamente, o tricolor instalou várias birutas em torno do estádio e teve êxito pleno, porque aproveitou os ventos do primeiro tempo e fez os três gols. Já no segundo tempo, respeitou a natureza. Vocês que o criticaram, no último ele provou que fora vítima de igual injustiça cometida contra Galileu.

QUANTO À AREIA MOVEDIÇA, realmente vi este jogo e fiquei muito preocupado, porque procurava nosso ataque e o meio de campo e não os encontrava. Agora entendi, estavam sendo engolidos pela areia movediça. Peço até ao técnico e aos meus queridos atletas desculpas, pois estavam lutando contra a morte e eu pensando que estavam a se esconder, durante o jogo.

Para quem não sabe, diz a Wikipédia que a ocorrência da areia movediça se dá quando finas e soltas partículas de areia são submetidas a um fluxo ascendente de água de lençóis freáticos. Dizem que a viscosidade da areia movediça diminui os movimentos bruscos, engolindo o que quer que caia em seu perímetro.

Também se equivale à areia movediça, o que ocorre nos desertos, depois de uma tempestade de areia. Argel, especialista, não chegou a identificar qual o tipo verificado, no campo.

Ele deve procurar o seu colega Guto, para ambos buscarem alternativas, no aproveitamento de uma situação tão desconfortável imposta pela natureza, durante o brasileirão. Felizmente, não vamos jogar em Feira e em Conquista, mas os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina estão sofrendo com surpreendentes tornados.

Deixo aqui, assim, esta sugestão aos nossos dois comandantes.

Atahualpa, amigo, torcedor do Vitória e colaborar do Blog.