Com Goleiro Bruno, BOA vai perdendo patrocínio um a um

A iniciativa do BOA ESPORTE, em contratar o goleiro Bruno, envolvido e condenado por assassinato, segue trazendo prejuízo para o time mineiro que parece não ter dimensionado o tamanho da repercussão negativa que a iniciativa traria. Pouco a pouco, foi perdendo os patrocinadores: inicialmente a Góis & Silva, e as empresas Nutrends Nutrition, Cardiocenter e Magsul que pularam fora do barco, para preservar a imagem no mercado. Já  nesta segunda-feira, foi a vez da Kanxa, fornecedoras de material esportivo, que comunicou que não fabricará mais o material esportivo do BOA. O clube confirma o rompimento e já procura outro empresa e creio que terá certa dificuldade, pelo menos neste primeiro momento.