E.C. Vitória, favoritismo moral no Baianão

Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE

Sempre que o Vitória joga campeonatos medianos como o Campeonato Baiano e a Copa do Nordeste é bem natural que a torcida espere espetáculo, e o Vitória vai aproveitando o Estadual como sempre para fazer o rodízio dos jogadores, promover estreias e criar artilheiros, segue anotando seus pontos, quebrando marcas e explodindo em saldo de gols, garantido, dessa maneira, com pouco esforço a liderança e os 100% de aproveitamento, atropelando sem piedade e se posicionando como cada vez mais favorito ao título.

O Bahia entra nessa conversa na segunda colocação, mas coitado, o grande Bahia é apenas o terceiro, são três jogos, duas vitórias e um empate –, produziu inúmeros defeitos e raras qualidades, vem sendo coadjuvante no Campeonato e as próximas três partidas contra Jacuipense, Fluminense e Vitória da Conquista, o tricolor da Capital certamente só pode comemorar qualquer pontuação após o apito final, pois certamente encontrará dificuldades.

O Flu de Feira tem sido o destaque, não por causa de Jorge Vagner, como a imprensa insiste em atribuir toda qualidade do Flu, pelo contrário, Jorge não tem feito nem 1/3 do que o time tem apresentado em campo, mas sim a qualidade do elenco, fechadinho e inteligente, foi assim que venceu as três partidas, está 100% no Campeonato e deve doutrinar também o Flamengo de Guanambi na próxima rodada, sem qualquer dificuldade.

O Vitória da Conquista com o elenco bom como sempre, vem sendo mediano, duas vitórias e duas derrotas, sorte que perdeu apenas para os lideres, Vitória e Flu, isso o mantém no G4, no mais é um time bom, mas longe do de 2008, com Tatu e Cia, jogou de igual pra igual com o Flu, mas não teve perna para os 90 minutos, assim como contra o Coritiba, essa falta de energia nos 90 minutos pode custar a classificação, é bom que o bom time conquistense abra o olho e não perca pontos em casa, pois Juazeirense e Jacuipense são bons concorrentes a vaga,

Atlântico, Juazeirense, Jacuipense e Bahia de Feira com equipes medianas com campanhas também medianas não chama tanta atenção e só farão qualquer presença no G4 se Flu ou ECPP escorregarem, Flamengo de Guanambi e Galícia com qualidade abaixo das criticas conseguiram apenas 1 ponto e se não acordarem na próxima rodada não serão capazes de lutar contra o rebaixamento.

Daqui pra frente todos os jogos são importantes e valem alguma coisa. O favoritismo ao titulo come, dorme e tem a sua roupa lavada no Barradão, onde o Vitória certamente seguirá em um intocável patamar, acima de Bahia, Fluminense e companhia.