Zagueiro-artilheiro quer manter faro de gols no Vitória

O zagueiro Fred, recém contratado pelo Vitória e que já fez sua estreia na quarta diante do Atlântico no Barradão, foi apresentado oficialmente à imprensa e torcida nesta quinta. O defensor que veio por empréstimo de um ano do Grêmio tem uma característica diferenciada para um jogador de sua posição. O faro de gols. No Goiás, em 2015, foi o zagueiro que mais marcou gols na Série A (6 vezes) e em 2016 com a camisa do clube gaúcho disputou 33 jogos e marcou 4 gols. Além de ser muito bom no jogo aéreo, é um especialista em cobrança de faltas. No Leão, Fred quer manter o status de “zagueiro-artilheiro”.

Fred falou pela primeira vez como jogador do Vitória e se mostrou satisfeito e motivado com o planejamento do clube. O zagueiro também esclareceu o mal entendido envolvendo Sinval Vieira e seu empresário, um confirmando o acerto e o outro negando. Comentou ainda a expectativa sobre o ano de 2017, o início de temporada, o amistoso contra o Atlântico, suas características e aproveitou para agradecer a diretoria rubro-negra e elogiar o técnico Argel Fucks, com quem já trabalhou no Figueirense e no Avaí.

CONFIRA A ENTREVISTA DO ‘XERIFÃO’:

PLANEJAMENTO

“Estou muito satisfeito com o planejamento e os trabalhos que tivemos até agora. A pré-temporada é curta, estávamos em período de férias, que a gente tem que ter obrigatoriamente. Agora é trabalhar, aproveitar o resto dos dias e o pouco tempo que a gente tem até a estreia”

MAL ENTENDIDO

“Fui um dos últimos a receber a informação. Estava viajando, estava de férias. Fiquei sabendo através de um grupo de amigos que me mandaram o “print” da notícia. Não sabia realmente. Estava esperando confirmar. Não sabia se teria o interesse do Grêmio em me emprestar ou não, se fazia parte do grupo para 2017. Meu empresário conversou com o pessoal, com o presidente Romildo, e me colocaram à disposição de vir para cá. Nem pensei, para mim seria fácil [permanecer no Grêmio], estaria morando em casa, perto da minha família, mais um ano de contrato. Seria muito bom. Ano passado não tive muitas oportunidades no Grêmio porque foram duas lesões que me atrapalharam. Uma foi na terceira rodada do Brasileiro, contra o Atlético-MG, machuquei a posterior, fiquei um mês e quinze dias parado. Depois voltei, quando tive sequência machuquei contra o Santos, na Vila Belmiro. Foi um ano um pouco difícil, mas conseguimos nosso objetivo de conseguir o título da Copa do Brasil. Houve mudança de treinador, e depois quando surgiu a informação de vir para cá, no início não sabia de nada. Mas depois quando fui ouvir a opinião do presidente eu tive muita vontade de vir para cá”

FARO DE GOLS

“Graças a Deus, em todos os clubes que passei consegui fazer os meus gols, não só de falta, que é minha característica. Acho que é importante e um diferencial. Fui para o Goiás e muita pouca gente me conhecia. Fiz seis gols no Brasileiro de 2015. Não foi de graça, trabalhei muito. A gente sabe que esse fundamento não é fácil. Durante a semana a gente tem que repetir as cobranças exaustivamente. Então, é uma característica minha, eu gosto. Venho para cumprir esse meu ano de empréstimo, para depois renovar e passar mais 2, 3 anos. Tenho colegas que vieram para cá e falaram bem da estrutura do clube. Estou muito feliz e tenho certeza que a gente vai te rum ano de sucesso.”

ACERTO COM O VITÓRIA

“Quero agradecer e dizer a satisfação que é vestir essa camisa. Seria cômodo permanecer mais um ano em Porto Alegre, mas jogador não tem que se acomodar. Não sou acomodado e decidi vir para cá com o pensamento positivo”


AMISTOSO CONTRA O ATLÂNTICO

“Sobre a partida, a gente sabe que é o primeiro jogo-treino, e depois de oito, nove, dias é complicado. Essas equipes já vêm se preparando. Mas a gente vem numa carga muito forte de treinos, quase sempre de dois períodos. É claro que foi o primeiro teste. Muitos jogadores chegando também. Acho que foi bom. Eles fizeram o gol num descuido nosso e depois se fecharam. Eu e Alan estávamos jogando no campo deles, apenas o Fernando atrás. Mas foi bom, o professor Argel procurou mexer. A gente sabe que o resultado é o de menos. Acho que, para um primeiro momento, foi bom.”

ESCOLA DE ZAGUEIROS NO RIO GRANDE DO SUL

“Eu já trabalhei com Argel no Figueirense, no Avaí, sabia da metodologia dele. Não acompanhava como jogador, mas todo mundo dizia que era muito profissional. Cara, Rio Grande do Sul revelou muitos jogadores, Thiago Silva passou pelo Juventude, Naldo.  Comecei de volante nas categorias de base. Depois que fui para o Internacional joguei de zagueiro. Por onde passei consegui conquistar [títulos]. Tive momentos de tristeza também. Trabalhando com Argel de novo, muito feliz.” 

Deixe seu comentário

4 Comentário

  1. It’s appropriate time to make a few plans for the long run and it’s time to be happy. I have learn this publish and if I may just I want to counsel you some fascinating things or advice. Maybe you could write next articles referring to this article. I desire to learn even more issues about it!

6 Trackbacks / Pingbacks

  1. free people promo codes april 2019
  2. 토토사이트
  3. http://wersykal.pl/volkswagen-golf-gti-1980-white-1039.php
  4. p3018#forum.krajowy.biz
  5. 오피타임
  6. ww88

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*