Torcida Vitória Candango prestigia também o basquete

Não tem como o torcedor do Vitória não estar empolgado com a temporada da equipe de basquete no NBB. No campeonato passado, quando estreou, o time baiano conseguiu se classificar para os playoffs em 12º lugar, vencendo oito jogos na 1ª fase. Na temporada 2016/2017, em apenas 15 jogos, já tem nove vitórias e figurou no G4 até a última rodada.

Para voltar a vencer e subir na tabela, o Rubro-Negro vai contar com um apoio especial na partida contra o Brasília, na quarta-feira (1º/02), no Ginásio da Asceb, casa do adversário. A Torcida Vitória Candango, formada principalmente por baianos residentes na capital federal, vai comparecer e empurrar Arthur, Dawkins, Coimbra, Hayes, Keyron e companhia rumo ao triunfo.

Não é a primeira vez que o grupo acompanha a equipe de basquete. Em fevereiro de 2016, o resultado não foi bom, 81 x 67 pro time da casa, mas valeu o encontro com os atletas, que rendeu várias fotos.

Neste ano, o clima amistoso e a receptividade da torcida do Brasília serão os mesmos, mas a expectativa por um melhor resultado é muito maior. E a festa nas arquibancadas também será.

HISTÓRICO

Um encontro informal de três baianos residentes em Brasília que, inconformados com a distância, convidaram outros amigos a se juntarem em um bar e assistirem juntos aos jogos do Vitória pela TV. Estava criada a Torcida Vitória Candango, um grupo sólido de torcedores do Leão, que já tem muita história para contar desde a sua fundação em 16 de outubro de 2014.

O grupo foi crescendo, mudou de pontos de encontro e hoje se reúne no Tabajara Bar, dentro espaço de futebol society conhecido como Zico, na EPTG. A motivação principal é o futebol. Chova ou faça sol, e o grupo se encontra para ver o Vitória pela TV. In loco, assistiram ao Vitória em Anápolis e Goiânia. Mas, não só. Quando há representante rubro-negros baianos no DF, vale tudo para acompanhar, a exemplo das equipes de remo, futevôlei e basquete.

Além disso, coerente com a tradição do clube, os candangos promoveram ações de responsabilidade social, como doações de sangue, compromisso de doação de órgãos entregue ao Ministério da Saúde e distribuição de brinquedos a crianças carentes.

São cerca de 150 cadastrados no grupo e não há cobrança de taxa para participar. Todo o material e ações realizadas são frutos da voluntariedade e do amor que não mede distância pelo Vitória.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*