Contratações: O Bahia evoluiu, o resto é pura cornetagem

È natural que nesta altura de um Campeonato que ainda vai começar existam comparações com as contratações do Bahia e Vitória para a temporada 2017. O cenário é claro. O Bahia com maior responsabilidade buscando jogadores sem grande apelo, acreditando na eficiência, enquanto o rival, o apostando em jogadores supostamente de peso e com maior quilometragem, quando não dentro de campo, na mídia esportiva. Prefiro a opção do Bahia que tem evoluindo neste aspecto, ainda que muitos digam que não, no exercício mais elevado da cornetagem como disse ontem o tricolor Olival da Mata e como acabamos de observar no texto publicado abaixo deste post.

Entendo que um bom jogador, necessariamente, não precisa ser uma contratação dita de “peso” O Dátolo, por exemplo, pelo pouco que ouvi dizer foi um bom jogador mas, ultimamente é um frequentador assíduo dos DM’s da vida. Pode ser pura conversa pra boi dormir, mas, uma coisa me chama a atenção: se fosse um jogador plenamente na sua condição física, ele viria pra o time do aterro de uma forma tão rápida e simples?

Eu prefiro não entrar na meritória, mesmo porque não tenho “nadas” a haver como time de Canabrava, mas vejo que as incertezas se apresentam de forma muito consistente no elenco que está sendo montado pelos rubro-negros.

Quanto ao Bahia, vejo como de forma bem tranqüila as contratações que foram feitas até então. Cito como base para minha afirmação o fato de que a Chapecoense (que Deus os tenha) contratou jogadores sem muita expressão e formou um SENHOR ELENCO!

Vejo a Ponte Preta que utilizou do mesmo expediente e realizou uma campanha razoável. Assim, essa coisa de jogador de “nome” não quer me dizer muita coisa. Esse pessoal que o Bahia contratou tem uma coisa que não pode ser desprezada: a condição de produzir muito e com bons indicativos para isso.

Jogadores que foram emprestados pelos seus clubes de origem mais pela condição de ter no seu elenco muitos jogadores para aquela posição. Jogadores que saíram do plantel meio que a contragosto dos seus torcedores. Jogadores que foram disputados por outros clubes, enfim, jogadores que são realidade e não apenas uma simples aposta.

Quando, no passado, o Bahia trazia uns tais “medalhões” a discórdia que se apresentava era a de que estávamos trazendo “ex-jogadores” em atividade. Como entender que a política não mudou?

Concluindo, salvo um melhor e ponderado juízo, acho que a política de contratação de jogadores no Bahia EVOLUIU BASTANTE !!!

O resto é CORNETAGEM pura e simples !!!

Paulinho Fernando – Torcedor do Bahia, amigo e colaborador do BLOG