Com dificuldades para contratar, o Bahia precisa inovar

O Bahia no decorrer do ano atuou com vários esquemas, uns que deram certo em algum momento e outros de certa forma não deram. Talvez por falta de peças ou contusões mesmo. Doriva usou 3 esquemas: 4 2 3 1 com variação para o 4 1 4 1 se defendendo (o último é esquema usado por Titi no Corinthians e talvez agora na seleção) e depois do Bavi usou o 4 2 4 2, mesmo sem peças para isso. Hoje o time tem alguns jogadores que podem possibilitar novos esquemas e quem sabe dá certo a curto prazo ou até mesmo para a temporada. Segue alguns exemplos que com poucas trocas utilizando jogadores que estavam no banco ou em outras funções deram certo:

São Paulo em 2015 – Tinha para jogar de volantes: Souza, Denilson e Wellington (Não deu certo) todos foram embora e quem mas chamou atenção no final do ano foi o Tiago Mendes que era 3º reserva e só virou titular por não ter opções.

Corinthians- Titi usou Renato Augusto jogando atrás, abriu Jadson pela ponta e quando perdeu Guerreiro usou Vagner Love que vinha criticado pela torcida e no final ajudou e muito o time para o título.

Veja

Pois é, vejo que na série B é bem complicado para contratar e vendo essa dificuldade vi alguns problemas que o Bahia tem em campo que são eles: Falta de compactação, não tem aproximação nas linhas, usa de forma incorreta a posse de bola que tem, ataca com poucos jogadores, erra muitos passes na saída de bola, os laterais apoia pouco pois não tem aproximação do meia ou atacante de ponta para progredir e tabelar ou por não ter qualidade, falta ofensividade ( em certos momentos o time parece não saber o que fazer com a bola), está criando pouco mesmo tendo um bom meia e falta velocidade na transição ataque com defesa.

Eu sugeria o Bahia tentar jogar em um novo esquema, onde todos os jogadores do meio tenham qualidade de sair jogando, armar ou fazer uma jogada individual. É notável que o Bahia tem bons jogadores, tem poucas peças de reposição e alguns jogadores estão em má fase. Além disso tem jogadores esperando uma oportunidade de jogar alguns jogos seguidos.

Defendo que o Bahia possa tentar jogar no 4 5 1, povoando o meio campo com jogadores de bom passe e que de certa forma possa municiar o atacante.

O time terá duas formas de jogo, sendo 4 5 1 com a bola, sufocando o adversário atacando com 6 jogadores e com apoio dos laterais. O Bahia sempre tem a bola em todos os jogos da série B e precisa usar melhor essa posse de bola. Quando estiver se defendendo é interessante atuar no 4 1 4 1 com alteração no posicionamento de Cajá e Edgar Jr, pois Cajá pouco tem serventia marcando e Edgar tem muita velocidade, sai bem para jogo e pode individualmente fazer a diferença.

Assim o time ficaria mais compacto e teoricamente melhoraria o passe, com Edgar Jr atrás do meio campo, consegue puxar bem o contra-ataque, tendo Cajá e outras 4 opções para passar a bola.

A ideia é boa? Eu acho que sim, é uma alternativa a se usar quando não se tem peças novas para usar, claro que com a chegada de outro lateral ou outro atacante que tenha mobilidade seria interessante usar o esquema.

Tá provado nos jogos que Hernane está mal e o Bahia não conseguiu jogar tão bem quando tem um centroavante na área. Agora com esse esquema tanto Cajá e Juninho terão possibilidades de arriscar de longe ou o próprio Cajá achar alguém em oportunidade de concluir bem ao gol.

Opinem, eu só coloquei um esquema que desde o início do ano defendo nos grupos que participo, pois saberia que com jogador de marcação no meio seria difícil vencer os jogos.


Gosto do futebol moderno sem volantes de marcação e com volantes que tenham liberdade de movimentação e boa saída de jogo.
Henrique Ferreira – Torcedor do Bahia, amigo colaborador do BLOG

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*