Bahia 3×1 Juazeirense: Brocou de novo!

O Bahia precisou de apenas 45 minutos para bater a Juazeirense, nesta quinta, na Arena Fonte Nova, pela segunda vez em 2016. O time tricolor teve dois tempos distintos. No primeiro, sobrou em campo, mostrou muita consistência na marcação e dinâmica no setor de ataque. No segundo, se acomodou, caiu de rendimento, principalmente após as substituições, mas venceu por 3 a 1 e manteve os 100% de aproveitamento na temporada e a liderança do grupo C da Copa do Nordeste. 

O time comandando por Doriva não teve dificuldades para vencer a forte marcação da Juazeirense e supremacia no primeiro tempo foi transformada em bola na rede. O primeiro gol saiu em ótima trama coletiva aos 26 minutos, começando com Hernane bem longe da área, passando por Luisinho e terminando no belo passe do lateral Tinga para Edigar Junio completar para as redes. O Esquadrão seguiu pressionando e oito minutos depois Luisinho deixou Hernane tranquilo e favorável para marcar o segundo do tricolor baiano. Quarto gol do ‘Brocador’ em 2016.


Cabia mais, e aos 41 minutos Luisinho recebeu pela direita, driblou o marcador e acabou derrubado na grande área. Pênalti indiscutível batido e convertido pelo meia, que chorou muito homenageando seu pai. 3 a 0 foi o placar do primeiro tempo, com destaque para o trio de ataque (Hernane, Edigar Junio e Luisinho) inspirado e mostrando muito entrosamento,e para os volantes Feijão e Gustavo Blanco passando muita segurança para o setor de defesa que pouco foi exigido e fazendo bem a transição defesa/ataque.

   

No segundo tempo, com as entradas de Robson e Zé Roberto nos lugares dos lesionados Éder e Hernane, o que eu temia aconteceu. O Bahia desacelerou, deu uma relaxada, até esperada pela placar favorável que construiu na primeira etapa, mas teve uma queda estrondosa de rendimento e acabou sendo vazado aos 17 minutos em gol marcado por Ebinho. Zé Roberto, que ainda não mostrou futebol para vestir o manto tricolor, não conseguia dar sequência nas jogadas. Apesar do gol marcado, a Juazeirense não teve mais forças para buscar uma reação. Já o Esquadrão deixou cair o ritmo e apenas segurou o resultado que o coloca na liderança isolada do grupo C do Nordestão.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*