Bahia sofre mas vence a Juazeirense por 3 x 2

Sofrido, jogando mal mesmo com um adversário com 10 jogador por boa parte da partida, o Esporte Clube Bahia venceu hoje à tarde o Juazeirense pelo placar de 3 x 2 após apresentar severas e preocupante falhas no setor defensivo que praticamente não existe, apenas constam. Estreou reforços que não justificaram a presença, como o Paulo Roberto, substituído no intervalo por Rômulo, além do apagado Juninho. Com o resultado, agora com três pontos, o tricolor assume à liderança do Grupo 2 de competição.

O primeiro tempo de Juazeirense foi horroroso e sonolento. O Bahia ainda com um longo período de treinamento em tempo integral, não apresentou nada de novo e pouco ameaçou o apenas esforçado time do Juazeirense que saiu na frente logo aos 5 minutos através de penalidade cometida por Marcelo Lomba e convertida por Nino Guerreiro. Mesmo sem grande poder de reação e muito menos sem ameaçar de forma importante o adversário, o Bahia veio empatar aos 40 minutos, com Hernane também batendo pênalti feito pelo zagueiro Ricardo Brás em cima de Danilo Pires, além de ter feito a penalidade, o zagueiro acabou sendo expulso pelo árbitro Diego Pombo de modo imerecido.

No segundo tempo, atuando contra um adversário limitado e contando apenas 10 jogadores, o Bahia até que melhorou e sua maior disposição ofensivas e alguma pressão em cima do adversário acabou resultando no gol da virada tricolor, agora marcado Edigar Junio aos 4 minutos.

E ai pronto, um jogador a mais, na frente no placar, dentro de casa, diante da sua torcida se esperava que o triunfo tricolor fosse construído de forma tranqüila e calma. Que nada, esquecemos que ainda não temos defesa e sim um aglomerado de jogadores de péssima qualidade, notadamente o zagueiro Gustavo e o lateral João Paulo que quando somados produz uma DEFESA MÃE que permitiram Ebinho ganhasse na corrida de chuta forte para empatar a partida para a Juazeirense.

Ainda bem que contamos com Hernane que mesmo isolado na frente aproveita passe de Luisinho e coloca o Bahia novamente na frente em um placar que persistiu até o seu final. O jogo desta tarde confirmou as enormes deficiências do tricolor no setor defensivo. Dois jogos e quatro gols sofridos não são por acaso, é fruto de uma defesa fraca, sem qualidade técnica e sem mobilidade que ainda vai dá muitas dores de cabeça ao torcedor do Bahia.

O próximo compromisso tricolor acontece somente após o carnaval, exatamente no dia 11 ( quinta-feira) agora na Arena Fonte Nova quando enfrentará Flamengo de Guanambi em partida agendada para às 20h30.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*