Técnico do Vitória pede desculpas e admite apagão

A derrota do Vitória neste sábado para o Náutico de virada pelo placar de 3 x 2, pegou de surpresa até os mais prudentes e pessimista no meio da torcida do Vitória que fraquejou em um momento crucial da competição e agora terá de buscar os pontos perdidos contra o Macaé e América-MG fora de campo. No final do jogo na tradicional entrevista coletiva pediu desculpas ao torcedor rubro-negro e prometeu reação fora de casa no próximo sábado.

“Infelizmente o Vitória não conseguiu jogar. (…) O torcedor está de parabéns. A atuação do vitória não foi à altura do que o torcedor fez no estádio. A gente reconhece isso. A melhor maneira de mostrar que estamos insatisfeitos é vencer a partida contra o Macaé – disse o treinador. 


– A desconcentração gera o erro. Voltamos no segundo tempo para corrigir o que vimos de errado no primeiro. O apoio dos jogadores do Náutico no setor do Diogo. Fiz com que o Rhayner jogasse naquele setor, para dar mais liberdade para o Vander. E de repente toma um gol com segundos e tem que voltar a atacar. Ai toma o segundo gol. Entrar em campo em um jogo decisivo, toma gol e tem o apagão, mostra desconcentração. Não pode tomar três gols tão rápido. (…) 


Óbvio que uma partida de futebol envolve muito o emocional. Óbvio que vamos focar em outros pontos, e um deles é porque houve o apagão. Por mais que o futebol mostre que isso acontece eventualmente, você não quer que seu time passe por isso. Vai ter conversa, vou mostrar o que foi feito dentro de campo, o atleta precisa ver onde errou. Assim a gente vai maturar até o jogo de sábado”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*