Técnico do Vitória valoriza ponto obtido contra o ABC

Ainda que enfrentando um dos lanternas do Campeonato Brasileiro da Série B, o Esporte Clube Vitória não foi capaz de sair de um empate sem gols contra o ABC, no entanto, levou um sufoco danado do adversário e só não saiu de natal derrotado por obra e fruto da fase ruim do ABC, do pé torto, da má qualidade somada com a intranquilidade dos atacantes adversários, e, sobretudo, pelas das boas defesas do goleiro rubro-negro que barrou o primeiro triunfo do time de Natal e proporcionou ao Leão, um empate imerecido, que estranhamente, não jogou absolutamente nada e pouco que jogou, não condiz nem de longe ou de perto com um time que briga pela primeiras posições e com o elenco que tem.

Depois da partida, o técnico Vagner Mancini avaliou o desempenho do seu time, reconheceu os erros, mas lembrou que estamos em campeonato longo onde a oscilação faz parte e estava prevista. As impressões técnico rubro-negro, foram publicada pela site da Globo de Natal.

Veja

“O Vitória teve chances no jogo também. O ABC mostrou um jogo muito interessante. O Vitória não foi tão bem no jogo. Tem que reconhecer, admitir que as coisas não deram tão certo. Mas o jogo, em determinado momento, teve certo equilíbrio. O Vitória também chegou bem à frente, teve oportunidades de gol. Ao longo de sete meses de campeonato, você vai ter um jogo ou outro em que se perde o equilíbrio, e isso foi visto hoje”

“Nós tivemos chances hoje de fazer gols, foi um jogo aberto, onde, muitas vezes, a gente deu chance ao ABC por não ter uma estrutura de jogo definida com bons passes. A gente errou muito no meio. Não vou citar defesa, meio, ataque, porque todos estiveram em harmonia em termos de erros. Nessa Série B, tão equilibrada, você somar um ponto fora de casa… Tem que valorizar esse ponto”

“Roberto Fernández acabou sendo o responsável pelo 0 a 0. Fez inúmeras defesas. É um atleta que vem ganhando destaque e se estabelecendo como um belo goleiro. Então temos a força defensiva num momento em que há necessidade. Não só o Gatito, mas a minha linha de quatro também fez um bom jogo”.

“Escudero acabou sentindo um pouco o jogo. Iniciou bem, depois foi sentindo. Pedro Ken também… Ele vem jogando nos últimos cinco jogos, com certa deficiência, por causa da dor no tornozelo, às vezes à base de remédio. Tem que dizer, porque o torcedor às vezes não entende. Mas ele é muito importante dentro de campo para a gente. O Jorge, o Vander, que têm feito bons jogos, deram mais mobilidade à equipe. Talvez, se eu tivesse mais substituições, também faria, porque outros atletas caíram no segundo tempo. Diante disso tudo, o Vitória leva um ponto importante”

Deixe seu comentário