Herói do Bahia pede ajuda para manter personagem

Esse assunto foge completamente da minha capacidade de comentar pela total falta de conhecimento do tema. A matéria é responsabilidade e crédito do jornal A Tarde que nesta segunda-feira trata do torcedor do Bahia “Capitão América” que comumente assistimos pela TV ostentando aquela indumentária de super-herói que surgiu sob a bandeira do patriotismo norte-americano nas revistas de quadrinhos anos e anos atrás. O rapaz pede ajuda para não abandonar o personagem.


Veja ai

Capitão América do Bahia, Edvaldo Souza, de 49 anos, é um verdadeiro super-herói da torcida tricolor, mas não apenas pela fantasia usada para apoiar o clube.

A atual fantasia também é um problema. “Antes eu alugava. Quando o Bahia subiu [em 2010], paguei R$ 160 nela. Quando ela abre, costuro, mas já está foguetada. Vai fazer cinco anos. Gastei R$ 100 para comprar a bota”, explica.

Além de fazer a alegria da torcida nos jogos em Salvador – é sempre fotografado pelos tricolores -, Edvaldo participa de eventos com a criançada. “Mas nem sempre dá pra ir porque só tenho uma roupa”, lamenta.

Para ele, a solução seria comprar um novo traje do super-herói norte-americano que tanto admira. “Olhei na internet. Tem uma, parecida com a original, que é muito cara [R$ 2 mil]”, reclama.

“Pode ser uma fantasia mais barata. Até se o Bahia der o ingresso para os jogos ficarei feliz; ou então vou abandonar o personagem”, fala Edvaldo, que pode ser encontrado nos telefones (71) 9363-2633 e (71) 8826-8040. Ciente da situação, o Bahia estuda a possibilidade de ajudar Rato.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*