EC Vitória volta a sorrir com o bom momento

Esquecer os traumas causados no início da temporada decorrente das três eliminações sofridas dentro de casa é tarefa praticamente impossível para os torcedores do Esporte Clube Vitória. No entanto, é inevitável assumir que os rubro-negros já podem sonhar com dias melhores. Desde a demissão do então técnico Claudinei Oliveira, após o revés diante do limitado Asa de Arapiraca-AL pela Copa do Brasil e mudança no cargo que passou a ser ocupado pelo desconhecido no elenco profissional, Wesley Carvalho, o time deu um salto rumo ao G4 da série B.

Ainda é muito cedo para falar em acesso a primeira divisão, mas, sem dúvidas, enxergar o Leão dentro dos quatros primeiros do certame nacional é satisfatório. Receita da ascensão momentânea pode ser dada pelas contratações feitas pelo presidente Raimundo Viana. Irei elogiar o vovô e toda sua equipe “eficiente”? NUNCA NA GALAXIA. Impossivel acreditar que só depois dos vexâmes tidos na temporada os dirigentes consigam trazer jogadores como Pedro Ken, Guilherme Mattis e André Castro (que será o melhor volante vestindo o manto vermelho e preto. Tenho dito).

O comando agora será do treinador Vagner Mancini que estava desempregado desde o rebaixamento do Botafogo-RJ para a segunda divisão. Wesley Carvalho vinha fazendo um bom trabalho, acertando a equipe, mas a diretoria preferiu contratar Mancini que não terá muito trabalho em ajustar o time pois isso já foi feito pelo interino. Não consigo entender o motivo de tirar o rapaz do comando técnico e trazer alguém que nenhuma outra agremiação tinha interesse a pelo menos sete meses. A única coisa que os torcedores podem fazer é torcer para o novo ‘coach’ não piorar a situação e o Vitória voltar a ser a frágil como na época de Ricardo Drubscky e Claudinei Oliveira.

AVANTE LEÃO!!

Diego Azevedo

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*