Wilson Pittoni no Bahia: Ineficiente ou fundamental?

O Esporte Clube Bahia contratou o paraguaio Wilson Pittoni em janeiro de 2014, o jogador que é meia, mas também atua como volante, veio no mesmo pacote onde continha os irmãos Maxi e Emanuel Biancucchi, já tinha outra experiência no futebol Brasileiro quando atuou pelo Figueirense sem grande destaque, porém quando da sua contratação a origem foi o Olímpia-PAR, clube onde conquistou o vice-campeonato da Copa Libertadores da América, após ser revelado pelo Libertad, do Paraguai. Contrato celebrado com duração até dezembro de 2015.

O jogador agradou nos primeiros jogos pelo clube. Com bons passes, se destacou na disputa da Copa do Nordeste e marcou um gol contra o Vitória da Conquista. Infelizmente, acabou se machucando levando um tempo enorme inativo e quando retornou não encontrou espaço no time. Ainda assim, disputou sete partidas na campanha fracassada do Brasileiro do ano passado.

Em junho do ano passado, cinco meses após a chegada ao Fazendão, o jogador foi emprestado ao Olímpia até o fim de 2014, retornando ao Bahia na pré-temporada de 2015 e virando peça chave e imprescindível para o esquema do técnico Sérgio Soares, inclusive, no último sábado abriu o caminho para o triunfo do tricolor em cima do CRB com um golaço de fora da área. 

No entanto, opiniões distintas surgem quando o assunto é a característica e a importância do paraguaio Pittoni no Bahia. O jogador não é unanimidade entre os torcedores aqui no BLOG. Existe um segmento capitaneado pelo querido amigo Lourival Leal de Paulo que acredita que o atleta é ineficiente na marcação. Já outros, assim como Fellipe Costa e Maurício Moura, elogiam e acreditam que o volante é de uma enorme utilidade e eficiência na ligação defesa/ataque, é o caso também do tricolor Carlos Patrocínio que destacou o paraguaio como “o coração do time”.  e justifica a afirmação. VEJA ABAIXO:

“Criticar Pittoni é o mesmo que não entender o futebol moderno. Nos lugares onde se joga futebol (infelizmente, dentro do Brasil não se joga há algum tempo), o volante que só marca e entrega a bola de lado é figura em extinção. Jogadores como Kroos, Schweinsteigger e Gerrard jogam ou jogaram muitas vezes assim em seus times. Pirlo é o 1o volante da Juventus. Em situações excepcionais de jogo, caras como Yaya Toure e Xavi já atuaram na posição. Até nosso Talisca, na pré-temporada pelo Benfica, chegou a ser colocado nessa posição em Portugal.

Essa coisa do marcador implacável, que só serve pra isso, não é mais usada em times que gostam de jogar bola. Vejam que Mascherano, um pitbull na marcação, mesmo com baixa estatura, virou zagueiro no Barça, recuado por Guardiola.

Pittoni não tem pegada e velocidade. Concordo. Essa é uma crítica que não pode ser rebatida. Mas ele é o coração do time do Bahia, principalmente do seu meio de campo. Souza e Tiago Real são dois dínamos, que gostam de partir com a bola. Ter um jogador como Pittoni, que diminui a velocidade do jogo quando necessário, é crucial. Além disso, o carimbo dele na saída de bola é muito importante também. Vejam que o Bahia diminuiu assustadoramente a quantidade de bolas quebradas pelos zagueiros. O paraguaio tem grande importância nisso.

Além disso, a questão da marcação é coletiva. Feita por zona. Vejam que bastou entrar um cara da posição na lateral esquerda que a marcação encaixou bem melhor atrás. Não acho Marlon excepcional, mas é um cara experiente. Bastou ele entrar que o Bahia não passou grandes apuros. Tirando uma bola rebatida, chutada pelo CRB na zaga do Bahia, e uma bola entre Robson e Tony chutada bizonhamente pra fora, o Bahia não passou por grandes sustos. Mesmo com Pittoni na cabeça da área de um time com um jogador a menos. Detalhe: ele estava pendurado.

Portanto, pra mim, Pittoni é parte fundamental neste time do Bahia em 2015, fazendo a espinha dorsal do time com Titi, Souza, Maxi e Kieza.” afirmou Carlos Patrocínio.

Deixe seu comentário

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. murat fedakar dolandirici
  2. 카지노쿠폰
  3. http://biegoryj.pl/drinki-tower-of-power-plakat-1900.php

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*