Tatu até que tentou, mas deu Porco pra cima do Bode

Na noite desta quarta, Vitória da Conquista e Palmeiras se enfrentaram pelo jogo de ida da Copa do Brasil. De um lado o Bode, líder isolado do Campeonato Baiano e invicto na competição. Do outro o Porco, líder do seu grupo no Campeonato Paulista e há quatro jogos sem ser vazado, acumulando quatro triunfos consecutivos. 

O estádio Lomanto Júnior estava lotado, quase 15 mil pagantes, e a maior parte composta por palmeirenses. Apesar das péssimas condições do gramado, o primeiro tempo foi bastante movimentado. O Palmeiras abriu o placar aos 13 minutos com Cristaldo cobrando pênalti. Com o gol, o time paulista se acomodou e o Conquista cresceu, criando boas chances de empatar a partida com Fausto e Rafamar, mas parando em duas belas defesas do goleiro Fernando Prass.

Para segunda etapa, o técnico Evandro Guimarães apostou suas fichas no atacante Tatu, e aos 18 minutos, em jogada rápida de contra-ataque, Carlinhos deixou o próprio Tatu livre para fazer o gol de empate do Bode. A resposta do Palmeiras foi imediata. Aos 19, Allione recebeu passe de Robinho e desempatou a partida. 

Aos 28 minutos, o volante Arouca deu carrinho criminoso em Matheus e foi expulso com o vermelho direto. Mesmo com a superioridade numérica, o Conquista recuou e o Palmeiras aproveitou para ampliar o placar. Aos 33, o meia Robinho acertou belo chute de fora da área e marcou o terceiro. 

E cabia mais. Aos 38, em bobeira da defesa do Conquista, Dudu ficou cara a cara com Viáfara e fechou o caixão. Vitória da Conquista 1×4 Palmeiras. Com o resultado, o clube paulista elimina o jogo de volta e avança à segunda fase da Copa do Brasil e enfrenta Estrela do Norte (ES) ou Sampaio Corrêa (MA).

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*