Demissão prematura: Treinador do Vitória na ‘berlinda’

Sou torcedor do Bahia, mas, como amante do futebol não poderia deixar de emitir minha opinião sobre uma notícia inesperada que até me pegou de surpresa e me deixou espantado, acredite, pensei até ser uma pegadinha. Segundo informações, o técnico Ricardo Drubscky pode ser demitido em caso de um resultado negativo nesta quarta, contra o América-RN, com pouco menos de três meses à frente do time rubro-negro. 

Essa provável demissão prematura teria sido cobrada por conselheiros e torcedores rubro-negros insatisfeitos com o fraco rendimento do time dentro de campo, ainda mais após o empate com o Bahia no Barradão com um jogador a mais durante parte significativa do jogo. 

Caso seja realmente confirmada, o planejamento feito no início da temporada irá todo por água abaixo e a diretoria rubro-negra vai provar não ter comando e nem palavra quando contratou o treinador prometendo um trabalho duradouro. A verdade é que a demissão de Drubscky seria uma forma de tentar tirar o peso da culpa pelos maus resultados das costas e jogar em cima do técnico. 

Não se monta um time da noite para o dia, ainda mais quando há uma reformulação, com a chegada de novos jogadores e uma nova comissão técnica. Mas, infelizmente, essa é a realidade do futebol brasileiro: falta de paciência, cobranças por resultados à curto prazo, pressão em cima do treinador, e aí quando não estar dando certo, é mais fácil culpar UM do que UM ELENCO INTEIRO.    

JORGINHO

Segundo informações, o técnico Jorginho, tetracampeão em 1994 pela Seleção Brasileira como jogador e que estava no Al-Wasl, dos Emirados Árabes, é cogitado entre os dirigentes para assumir o posto. 

Fellipe Costa

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*