Remo cobra fatia da venda de Pará ao Cruzeiro

O vice-presidente do Remo, Henrique Custódio, informou nesta terça-feira (3) que o clube contratou um advogado para tentar receber uma fatia como clube formador nas vendas de Cicinho e Pará, para Santos e Cruzeiro respectivamente. O clube tenta reunir a documentação necessária e fazer os tramites legais, que habilite a cobrança nos termos da lei, que foi promulgada pelo Comitê Executivo da FIFA, em outubro de 2003.   

Cicinho foi vendido pela Ponte Preta ao Santos por de cerca de R$ 6 milhões, mas na época o Remo não tinha posse de alguns documentos e o Peixe não atendeu a solicitação de enviar parte dos detalhes da transferência. Além do lateral santista, a diretoria do Azulão foi alertada da negociação de Pará com o Cruzeiro, outro jogador com passagem pela base do clube.

Deixe seu comentário

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. best way to learn
  2. เช็ค ประวัติ เครดิต บู โร
  3. concrete polishing

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*