Campeonato Baiano continua produzindo prejuízos

Sem qualquer novidade ou surpresa. O Campeonato baiano como antes, após as duas primeiras rodadas produz prejuízos financeiros para 75% dos clubes envolvidos, ou seja, dos 12 clubes no torneio, 9 pagaram para jogar, escreveu o jornal A Tarde na manha desta terça-feira, fato que aliás, se repete ano e ano, no entanto, o torneio é mantido em nome do fomento da rivalidade e talvez, para fazer funcionar as salas de troféus de Bahia e Vitória já que sem este torneio perderiam completamente sua função ou se transformariam em museu do futebol baiano.

Ainda segundo os dados do jornal, apenas Vitória da Conquista, Bahia e Colo-Colo não tiveram prejuízo com bilheteria, de acordo com os boletins financeiros publicados no site da Federação Bahiana de Futebol (FBF). O Bode, com 5.760 pagantes na vitória de 2 a 0 sobre o Tricolor na estreia, lidera a lista.

O Bahia fez promoção de ingressos diante do Jacobina, sábado passado, 7, em Pituaçu, e teve 5.949 entradas vendidas. O Colo-Colo, campeão de 2006, no retorno da Segunda Divisão, domingo, atraiu 3.286 pagantes diante da Jacuipense, em Ilhéus.

O pior deficit foi do Vitória, contra o Bahia de Feira, no Barradão, ante 4.365 contribuintes. O borderô aponta prejuízo de R$ 21.898,29, mas o clube destina 10% da renda bruta para pagar o aluguel do seu próprio campo. Este valor de R$ 2.902,70 reduz o rombo para R$ 18.995,59. Na contramão das dificuldades financeiras dos clubes, a FBF tem a quarta maior arrecadação, com R$ 17.739,10. Ela embolsa 5% da renda bruta de cada jogo

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. สอนเทรด Forex

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*