Atacante Jael se defende e diz que não é mercenário

Depois de uma pequena novela (já tivemos maiores), o Esporte Clube Bahia desistiu da contratação do atacante Jael, alegando falta de profissionalismo do jogador, querido por parte da torcida do Bahia, especialmente pela passagem no clube no ano de 2010. O jogador, por seu turno, alega que não acertou com o Bahia por princípios, por ética e reconhecimento por tudo que o Joinville Esporte Clube fez por ele. Resta saber, então, que porra ele negociava com o Bahia, já que os princípios têm que aparecer já desde do princípio e não apenas no meio do caminho.

Veja o que diz Jael nas redes sociais

Venho aqui agradecer todo carinho, respeito e admiração que vocês torcedores do ESPORTE CLUBE BAHIA tiveram por mim, mas a minha decisão é de permanecer no Joinville, um clube onde lutei junto com um grupo muito especial o ano passado inteiro pelo ACESSO e que agora precisam de mim em uma nova batalha, o Joinville me deu todo suporte durante minha lesão e recuperação seria uma injustiça da minha parte deixá-los na mão nesse momento, além disso as decisões que eu tomo hoje não influenciam apenas a minha vida e sim da minha família que acabaram fazendo planos em função do lugar onde estou e nessa vida quem realmente se importa com a gente é a nossa família e eu não posso deixar de lado o que eles significam para mim.

Eu agradeço de coração ao Esporte Clube Bahia, um clube onde ja fui muito feliz, sou extremo admirador dessa torcida e desse Clube. Tem muita gente me chamando de Mercenário, mas a decisão de ficar NO JEC não foi por questão financeira até porque a proposta do ECB era muito melhor financeiramente, então se eu fosse para o Bahia aí sim estaria sendo mercenário com o Joinville, minha decisão foi por princípios, por ética e reconhecimento por tudo que o Joinville Esporte Clube fez por mim.

Eu não vou mentir que estive negociando com o Bahia, mas em todo tempo deixei claro para o Gerente de Futebol ALEXANDRE FARIA que eu precisa ter uma conversa com o Presidente do Joinville Esporte Clube Nereu Martinelli, por ser uma pessoa que tenho muito respeito, carinho e que me ajudou muito durante todo o ano passado.

 Essa decisão é imposta em função de tudo que eu vivi durante esse ano abençoado de 2014, jamais me esquecerei de toda história que tenho no Esporte Clube Bahia e isso levarei comigo, assim como a história que tenho construído e ainda vou construir no Joinville Esporte Clube.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*