Amistoso: Bahia x Shakhtar Donetsk e o Jacaré

Antigamente por piada e brincadeira, se dizia que em alguns jogos do Campeonato Baiano, havia o risco do jogador ir bater um escanteio e ao tomar distancia um pouco maior, poderia ser “devorado” por uma onça ou algo assim, diante da quantidade da mata fechada circundando alguns estádios de futebol do Campeonato Baiano, a propósito, eles estão os mesmos, alguns até pioraram, é o caso do Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana que é um pasto. Outro, festeja a possibilidade de contar com um placar eletrônico pela primeira vez em toda histórica, como é o caso do Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista, local onde o Esporte Clube Bahia estreia no torneio de Ednaldo Rodrigues nos primeiros dias de Fevereiro para alegrias dos seus torcedores e “clientes”

Já o Shakhtar Donetsk, time ucraniano que visita o Brasil para uma temporada de amistosos e fugir dos seus problemas internos, se não encontrou uma onça, seguramente encontrou um jacaré em um dos seus treinos que estão sendo realizados no Rio de Janeiro. Pelo menos é que informa o assessoria de Imprensa do FC Shakhtar Donetsk no seu site oficial.

Eles escrevem

“E um pouco sobre o exótico… Damos aos colegas jornalistas a oportunidade para escreverem a seguinte manchete: “Shakhtar treina no meio de crocodilos”. Tanto mais que, de certo modo, é isso mesmo que está acontecendo. Nós já anteriormente informamos que a equipe de Donetsk escolheu como sua base de fixação temporária no Rio o Centro de Futebol Zico.

Esse centro está localizado em um local bem calmo e em harmonia com a natureza, um local onde, quando você se afasta um pouco para ir buscar uma bola chutada com mais força para fora do campo, se depara com um crocodilo. A prova do que dizemos está na foto. O réptil com o qual a equipe de Donetsk se deparou não era grande nem agressivo, mas, como reza uma antiga expressão brasileira, filhote de crocodilo não anda longe da mamãe-crocodilo. Agora, pelo sim, pelo não, depois de cada jogos se faz a contagem dos gandulas para ver se não está faltando nenhum”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*