“Quando vejo o Vitória me dá nojo”

Xodó da torcida e um dos principais cães de guarda do sistema defensivo do Bahia, o volante Feijão é firme dentro de campo, mas tem fala mansa fora dele. No entanto, a firmeza no tom de voz reaparece quando um nome é pronunciado: o do rival Vitória, adversário da próxima quarta-feira, 9, na Arena Fonte Nova.

Durante entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, 7, no Fazendão, o meia tricolor deixou bem claro que, além do jovem profissional que é, o lado sentimental de torcedor do Esquadrão fala alto quando a rivalidade entra em campo.

“É o time que desde pequeno aprendi a odiar, aprendi a ter raiva. Quando vejo o Vitória me dá nojo. Quando vejo o Vitória vencer me dá uma raiva do c…”, desabafou Feijão, sobre o que sentia quando via uma camisa do adversário do outro lado de campo. Essas informações são do Jornal A Tarde

Deixe seu comentário