Vitória 0x0 Grêmio pouco futebol e muitos passes errados

                                                                     

Em um jogo equilibrado e de poucas emoções Vitória e Grêmio ficaram num empate sem gols no Estádio Manoel Barradas em partida realizada pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com esse resultado o rubro negro da boa terra deixa de encostar no G-4 e a equipe gaúcha permanece na 3ª colocação podendo ser ultrapassado até o final da rodada.

O técnico Renato Gaúcho optou pela formação tradicional que está habituado nos jogos fora de casa no 3-5-2 com três zagueiros e três volantes de ofício.Para tanto, colocou o zagueiro Saimon (mesmo sem ritmo de jogo) no lugar de Gabriel, e deixou Elano, Zé Roberto e Vargas no banco de reservas. Já Ney Franco entrou na primeira etapa num 4-2-3-1 uma vez que jogando dentro de casa tinha que sair para o jogo e em tese criar as principais ações ofensivas.

Com esse desenho tático na partida o tricolor gaúcho tinha uma superioridade nas ações do meio de campo e chegava com perigo ao gol rubro negro com a liberação dos alas. Como esperado o Vitória tinha uma maior posse de bola, mas explorando as saídas rápidas da defesa a equipe gremista tinha as oportunidades mais agudas no ataque. 

O lance mais polêmico da partida ocorreu aos  36 minutos , Barcos serviu Kleber, que cruzou para Alex Telles mandar para as redes, mas o gol foi anulado levando à loucura os jogadores gremistas no último bom momento do primeiro tempo.

No segundo tempo o Vitória voltou mais ligado na partida e logo após erro da zaga gremista na saída de bola, Marquinhos recebeu na área e chutou fraco, nas mãos de Dida.  Visando dar uma maior ofensividade a equipe Ney Franco tira o volante Elizeu e em seu lugar entra Arthur Maia na criação e recua Luís Alberto para frente da zaga espelhando o esquema tático com o adversário.

Com as mexidas, o time da casa cresceu. Aos 18, em um raro erro da defesa do Grêmio, Pará afastou mal e Marquinhos chutou para defesa difícil de Dida, sua primeira em todo o jogo. A seguir, Renato Cajá apanhou sobra após escanteio e chutou nas mãos de Dida. Foi seu último lance: vaiado, o meia deu lugar a Alemão. Minutos depois de entrar em campo, o atacante teve grande chance, aos 30, mas o chute explodiu na defesa do time azul.

O jogo, então, caiu muito de ritmo. Aos 35, Kleber quase marcou o primeiro do Grêmio, mas Victor Ramos chegou antes e salvou. Aos 41, Alemão levou perigo em chute de longe tentando encobrir Dida. Nos descontos, Kleber recebeu lançamento sozinho na área do Vitória, mas dominou mal e perdeu a grande chance de dar a vitória ao Tricolor.

A estatística da partida nos dá um panorama do que foi o jogo 101 passes errados e poucas chances de gol refletem as deficiências técnica de ambos os lados no quesito qualidade do passe fazendo com que as redes não balançassem.

Para o técnico Ney Franco é a quinta partida consecutiva que o Vitória soma pontos e numa competição de pontos corridos isso é muito importante.

Alessandro Granda, é torcedor do Vitória, parceiro, colaborador, estudante de jornalismo e administra também o BLOG Pauta Esportiva

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*