Arena Fonte Nova terá usina de energia

Construída sob alguns preceitos que estimulam a autossustentabilidade, a Arena Fonte Nova terá mais um mecanismo que pode ajudá-la a atingir o objetivo. Nesta sexta, o consórcio que administra o estádio anunciou que o equipamento esportivo receberá uma usina de geração de energia solar com capacidade para gerar 750 MWh por ano, o equivalente ao consumo médio de 3 mil brasileiros.

A instalação da usina solar acontecerá através de painéis flexíveis, que serão instalados sobre o anel de compressão da cobertura do estádio. A estrutura terá 500 kWp de potência instalada e deve entrar em funcionamento no primeiro semestre de 2014 e toda a energia gerada será revertida para o estádio.

A obra terá investimento de cerca de R$ 5,5 milhões, e faz parte de um projeto estratégico de pesquisa e desenvolvimento lançado em agosto de 2011, pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

No projeto original da Arena Fonte Nova, o arquiteto responsável por sua criação, Marc Duwe, já havia levado em conta quesitos como reaproveitamento de água, reciclagem de lixo e aproveitamento da luz natural no estádio, para diminuir impactos ambientais. Na própria obra, parte do material da demolição foi reaproveitado, e a cobertura do estádio foi feita com uma membrana de politetrafluoretileno (PTFE), economizando de 30 a 40% em utilização de aço.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*