Vitória 3 X 2 São Paulo: Pós-Jogo

Mais uma segunda-feira de ressaca. Pelo menos esta é a mais branda, curada e curtida.O Vitória bateu o São Paulo, amenizando a derrota para o Goiás na semana passada, voltou ao G4 do Brasileirão e o que era mais importante: VOLTOU A JOGAR BEM.

Antes de começar a tratar da partida em si, vou dar uma pausa para tratar de um assunto que tem me chamado a atenção neste início de Brasileirão: o Vitória esta mostrando que deixou para trás a fama de “ressuscitador de defunto”. Jogo com time mais fraco ou em crise, pau na criança. Salvo o jogo com o Goiás, onde não jogamos bem e o time de Goiânia teve uma “mãozinha” do dono do apito, o rubro-negro não teve a mínima consideração com os times que não vem bem no campeonato. E isto esta fazendo a diferença: nada de perder pontos fáceis. Espero que continue assim.

Outro alento para os torcedores: a vinda de Camacho (o cara confia no seu potencial, pois fez um contrato por produtividade. Só recebe a parte gorda do salário se se jogar e PRODUZIR) e a negociação com André Lima (este, se vier, é o chamado REFORÇO). 

Voltando ao jogo. Ontem, mais uma vez voltamos a ver o Vitória jogar bem. A torcida (com ou sem evasão de renda, que se for verdade, é caso de polícia) fez a diferença. Renato Cajá, mesmo recebendo a camisa do Inacreditável Futebol Clube e logo depois perdendo um pênalti, jogou muito e Maxxi continua jogando muito. Há, também continua fazendo muitos gols.

O time se comportou bem, soube administrar, mesmo quando esteve atrás no marcador, virou, e se não fosse o excesso de preciosismo dos atacante, com certeza o São paulo sairia daqui com uma sonora goleada. Eles estão estão crise? Problema deles…

Ponto negativo: a zaga. Victor, zagueiro que se preze não toma um drible daqueles dentro da área. Gabriel, jogador que quer jogar em time gigante não pode ser afoito e não pode fazer uma falta daquelas sabendo que do outro lado tem um batedor como Rogério Ceni.

Agora é aguardar o domingo. Que venha o time da região metropolitana.

SRN.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*