Jogador do Vitória sem receber salários

Nem tudo são flores na Toca do Leão.
 Em matéria publicada nesta sexta-feira,
pelo do site G1, assinada por Rafael Santana, o zagueiro David Braz, reclamar
da falta de pagamento dos salários já por 2 meses com a esquisita alegação de alto salário. Veja 

O clima de tranquilidade e
sorrisos largos na Toca do Leão por causa da boa campanha no Campeonato
Brasileiro esbarra no semblante fechado de David Braz. Sem jogar há pouco mais
de quatro meses, o zagueiro foi afastado do grupo principal, treina separado do
elenco e tem poucos motivos para estar feliz. 

A diretoria rubro-negra já
demonstrou o interesse em devolvê-lo ao Santos, que detém o passe do atleta,
mas esbarra no contrato de empréstimo que vai até o final de 2013. 

Só que os problemas envolvendo
David Braz não param por aí. O defensor cobra dois meses de salários atrasados
ao Vitória, o mesmo clube que há uma semana anunciou a quitação de uma dívida
milionária com a prefeitura de Salvador. Ele alega ser o único jogador do
elenco com atraso no pagamento. 

– Estou há dois meses sem
receber. Sou o único jogador sem receber. Todos receberam, menos eu. Fui atrás
disso para procurar saber por quê. Fui até o financeiro. Chegou a esse ponto.
Em todos os clubes que trabalhei, nunca precisei conversar com o financeiro. Me
falaram que iriam acertar e até agora não acertaram – afirma 

No meio dessa confusão, Braz revela uma discussão
calorosa que teria acontecido com Raimundo Queiroz, diretor de futebol do
Vitória. O dirigente rubro-negro teria questionado o alto salário do atleta – o
maior entre os defensores – e a produtividade dentro de campo. 

– Ele [Raimundo Queiroz] me chamou. Falou que
estava complicada a minha situação, porque eu não estava jogando e era o maior
salário da defesa. Eu fiquei louco com ele. Falei um monte para ele, que não
estava certo isso. Falei que ele não estava sendo profissional. Isso não é
atitude de profissional. Foi muito errada essa parte. Eles sabiam quanto eu
recebia. Quando teve o acerto com o Santos, eles sabiam o que tinham que pagar
para mim. Já havia esse cálculo do orçamento que eles iam gastar no ano,
contando com o meu salário – protesta o zagueiro.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*