André Catimba: O homem gol do Vitória

Carlos André Avelino de Lima, ou apenas André Catimba está para o Vitória como Beijoca está para o Bahia. Começou no Ypiranga, passou pelo Galícia e ganhou fama no Esporte Clube Vitória em 1971, conquistando o título de 1972, aliás, o único da década de 70 do Esporte Clube Vitória.  

André ficou conhecido pelo destemor com os zagueiros adversários, mas não tem história digna de registro nos confrontos contra o Bahia na Fonte Nova, nas minhas lembranças. 

Saiu do Leão para o Guarani de Campinas, onde foi novamente artilheiro. Transferiu-se para o Grêmio de Porto Alegre onde, até hoje, é respeitado e tratado como ídolo, depois de conquistar os títulos 1977 e 1979, marcando 67 tentos com a camisa gremista.

André, assim com Beijoca, que atuou no Vitória já no final de carreira, vestiu a camisa do Bahia, em uma época onde a melhor recomendação seria a compra de um prego para depositar as chuteiras cansadas. Ainda com toda merecida fama André, hoje com 67 anos, atuou poucos anos no futebol da Bahia, mas o suficiente para se tornar um dos maiores ídolos da torcida do Vitória. 

Ricky marcou gols em todos os BA-Vis

André Catimba: O homem gol do Vitória

Índio: O artilheiro das flechadas no BA X VI

Raudinei: O gol mais importantedos BA-VI(s)

Fonte Nova “ A Verdadeira casa do Bahia” 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*