Faltam medidas contra as “organizadas” na Bahia

Alguns amigos torcedores rubro-negros estão agora colocando em dúvida até se poderão ascender com o mesmo time que lhes deu ainda 5 pontos de vantagem sobre o 5ª colocado na classificação geral; duvidam pelo que estão apresentando agora faltando apenas 4 rodadas. 

Diante da iminência do time não ascender, antes da última derrota contra o Bragantino, fizeram ameaças aos seus jogadores, agressões verbais, como se isso fosse resolver problemas que estão muito longe de serem resolvidos pela truculência.

A polícia teve que intervir no aeroporto para uma minoria não acabar por transoformar o aeroporto num ringue. 

Uma situação certamente criada em desfavor do time, embora a torcida pretendesse dar um choque de realidade ao grupo demonstrando-lhes toda a sua insatisfação.

No entanto, pessoas que agem com esse espírito das uniformizadas seja de qualquer time não parecem mais torcer para o seu clube. Agem com espírito de bando, suas atitudes são antes dirigidas para afirmarem-se  em seu bando. A relação de amor para com o time e o clube ficam escondidas e suas individualidades desaparecem. 

Um amigo rubro-negro do blog lembrou sabiamente que em 2007 a torcida do Bahia invadira o campo de treino do Fazendão depois de alguns maus resultados, o que precipitou o declínio do time e a demissão do seu técnico. Como sabemos ações de desse jaez não dão certo, e isso deve ficar claro para o torcedor. Por isso, seria interessante que os dirigentes rubro-negros rompessem o silêncio  em relação as agressões sofridas contra seus jogadores. 

É bom ressaltar que no Estatuto do Torcedor temos leis penais que criminalizam ações de torcedores organizados, falta o MP-BA tomar suas providência e a FBF também.

Aqui, em Recife, como exemplo, vários membros de bandos de torcedores organizados nos dias de jogos de seus times ficam nas delegacias mais próximas para cumprirem pena restritiva de direitos. A Federação Pernambucana de Futebol também proibiu durante um mês dois bandos organizados de entrarem no Estádio.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*