Victor Ramos: “O ladrão era torcedor do Bahia”

O jogador Victor Ramos resolveu apelar para de forma desproposital e com insinuação leviana, atingir a torcida do Bahia, curiosamente, um dia após da prisão de um dos membros da torcida imbatível ser preso por furto e acusação de estupro. Segundo informações do Jornal Correio, depois de ser assaltado no último domingo, quando chegava em uma festa para comemorar o triunfo do Vitória sobre o CRB, no bairro da Barra, o zagueiro Victor Ramos demonstrou não ter se intimidado com a ação do criminoso, jogador ainda afirmou que chegou a ir atrás do ladrão com seu segurança, que portava uma arma, mas saiu com receio de gerar um tumulto ainda maior nas intermediações.

“Cheguei a ir (atrás do ladrão), mas para evitar muita exposição, voltei e deixei só meu segurança, que estava armado. Mas não teve como ele atirar porque a rua estava muito movimentada. Na fuga, o ladrão se jogou no mar. Uma lancha foi usada na busca, mas mesmo assim não o encontraram. Acho que ele se escondeu”, disse Victor, lembrando que havia comprado a corrente na Bélgica, ainda quando atuava pelo Standard de Liége. Segundo o jogador, a jóia custou 4 mil euros.

Ao ser perguntado se achava que o ladrão o havia reconhecido, o zagueiro levantou uma suspeita um tanto quanto ousada. Para ele, o criminoso não havia tomado conhecimento de quem estava assaltando, ou então…

“Foi coisa de segundos. Ladrão tem dessas. Ou não me reconheceu, ou era um torcedor do Bahia com raiva dos meus gols”, disse, completando com a informação de que nunca havia sido assaltado antes, mas não ficou nervoso no momento.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*