Um momento de esperança para Vanderson

O Bahia recebeu visitas ilustres hoje no Fazendão. O conselho tutelar numa ótima iniciativa levou garotos vítimas de suas próprias famílias e pais violentos para conhecer o mundo da bola. Vandeson se destacou entre as crianças e chamou a atenção de Tite, zagueiro tricolor. Confira matéria do Correio!

O jeito tímido esconde a situação de perigo. Aos 10 anos, o garoto Vanderson da Anunciação viu o Bahia de perto pela primeira vez. Calado, pensativo, imaginou que um dia poderá estar lá dentro do campo. “Sou bom”, garantiu, lembrando dos babas que joga no município de Teodoro Sampaio, a 96km de Salvador, próximo a Feira de Santana.

Ele era uma das onze crianças de 8 a 11 anos levadas pelo Conselho Tutelar da cidade para conhecer de perto os jogadores. “São garotos em situação de risco por maus tratos, abandono ou em razão da conduta dos pais”, explicou o servidor Enoque Gonzaga.

Os jovens continuam sob a guarda dos pais, mas têm acompanhamento de perto do órgão. Segundo ele, a intenção da visita é que os garotos criem uma ambição na vida, de ter um futuro de sucesso como jogador de futebol.

Pra chutar pra longe o risco e ter um belo futuro, Vanderson já tem chuteiras. E das boas. Depois do treino de ontem, ele ganhou um par delas do zagueiro Titi.

Capitão Titi dá a voz a Vanderson e Joseval: “Tá tudo bem? Tá na escola?”

Mas só depois de responder um questionário. “Tá tudo bem? Tá na escola? Sabe jogar bola?”, perguntou o capitão tricolor, sob os olhares incrédulos e movimentos positivos de cabeça de Vanderson e do amigo Joseval Santos, também de 10 anos.

Mas antes de poder usar as chuteiras 42 do novo ídolo Titi – e o meião que foi junto -, Vanderson vai ter que esperar o pé crescer, afinal ele calça 38. “Vou guardar!”, disse empolgado. Que o futuro faça dele um craque. Se não for dos gramados, que seja da vida.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*