Vitória x Goiás: Leão pronto

Treino do VitóriaCom o time já definido, Vagner Benazzi optou por um trabalho recreativo nesta ensolarada manhã de sexta-feira. O técnico deixou os jogadores escolherem dois times e rolou o tradicional rachão com muita animação.

O time de Geraldo (camisa laranja) saiu na frente com gols de Nino e Fábio Santos, e o de Geovanni (colete preto) iniciou a reação depois do gol de cabeça marcado por Z10 – o volante Zé Luís. E no fim saiu de campo comemorando: 7 x 6.

“A diretoria desfalcou meu time”, reclamou Fernandinho porque alguns jogadores do seu time foram liberados para treinar com Flávio Tanajura, que vai comandar o Vitória contra o Itabuna, na preliminar deste sábado, pela Copa Governador do Estado. “O choro é livre. A federação funciona até às 18 horas”, provocou Uelliton.

O rachão foi pegado. Nem o ‘árbitro’ Ednilson Sena escapou das reclamações por implementar o estilo Leandro Vuaden, que deixa o jogo correr. “Vamos, vamos, não foi falta não”, dizia quando um jogador caía e pedia falta.

O professor Alex Fernandes marcou um gol e perdeu outros dois e, por isso, voltou a ser o vilão. “Eu seu canhoto e Gilberto passou a bola no pé direito…”, justificou Alex o gol perdido debaixo da trave.

Zé Luís, Alison, Jean, Preto, Arthur Maia, Neto e Alex Fernandes marcaram para os vencedores. Nino (3), Léo Fortunato, Fernando e Fábio Santos descontaram.

Os times: colete preto – João Gabriel, Zé Luís, Alison, Uelliton, Jean, Preto, Maurício, Arthur Maia, Gilberto, Neto, Felipe, Geovanni, Gabriel Paulista e Alex Fernandes; camisa laranja – Douglas, Léo Fortunato, Marcelo, Lúcio Flávio, Fábio Santos, Fernandinho, Fernando, Geraldo, Charles, Nino, Rodrigo Mancha, Xuxa, o auxiliar técnico Ricardo Silva e o treinador de goleiros Luciano Oliveira Júnior.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*