E.C. Vitória: Nada de euforia

Pés no chão porque o caminho a ser percorrido ainda é muito longo e para alcançar seu objetivo, o Vitória vai precisar vencer os próximos jogos. O primeiro, nesta sexta-feira, diante do Salgueiro, às 20h30, no Barradão.

Na reapresentação dos jogadores, nesta segunda-feira, após o triunfo de 2 a 1 diante do Boa Esporte, em Varginha (MG), confiança mas sem exagero. “Estamos a um ponto do G4 e perto de conseguir nosso objetivo, que é o acesso para a primeira divisão. Isso movimenta todo o clube, mas ainda não alcançamos nosso objetivo”, comentou o experiente meia Gilberto.

Gilberto endossa o coro dos companheiros, dirigentes e comissão técnica e convoca a torcida a comparecer ao Barradão na sexta-feira. “Sem dúvida nenhuma jogar com o Barradão lotado é diferente. Para o adversário é mais difícil”, disse.

Revelado pelo clube, Marquinhos passou dois anos fora e voltou para brilhar. O atacante, que marcou o primeiro gol na vitória de 2 a 1 sobre o Boa, passou a dividir a artilharia com Neto – ambos com 12 gols – e quer repetir este ano o ano de 2007 quando ajudou o rubro-negro a subir para a primeira divisão.

“O importante é ajudar a equipe do Vitória e subir para a primeira divisão. Quero fazer gols, mas minha meta principal é a primeira divisão”, disse na coletiva.

Para o atacante, o Vitória precisará ter muita atenção no jogo de sexta-feira e a torcida ser paciente. “Precisamos do incentivo da torcida, que vai ser muito importante, mas temos que ter atenção. O Salgueiro está na parte de baixo na tabela e vai querer somar ponto”, adverte.

A reapresentação ocorreu nos dois turnos. Pela manhã, treino para o grupo que não viajou, e mais Geovanni, Nino, Neto Coruja, Gabriel Paulista, Douglas e Fernandinho que preferiram treinar de manhã. À tarde, os demais jogadores que viajaram.

Nesta terça-feira, o time vai treinar à tarde e Benazzi deve realizar uma atividade com bola.

Expectativa

Quem está ansioso é o atacante Rildo. Nesta quinta-feira, o tribunal Pleno vai julgar o recurso impetrado pelo Vitória para que o jogador volte atuar.

Rildo foi suspenso por 90 dias e mais duas partidas por tentativa de agressão ao árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva. A sessão do pleno começará às 13h30.

O Vitória solicitou o efeito suspensivo logo após a decisão da Quarta Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e foi negado. Caso a pena seja mantida, Rildo somente poderá atuar na última partida do Brasileiro, dia 26, contra o ASA de Arapiraca, em Arapiraca.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*