Vit. da Conquista e o problema gols fora de casa

“Tatu não perdoava, dentro ou fora de casa”

Ontem, o Vitória da Conquista foi derrotado para o Feirense, por 1 a 0 em Feira, essa foi a terceira partida do Vitória da Conquista fora de casa, não marcando nenhum gol, e para variar quem marcou o gol do Feirense, ontem, foi o atacante Cacá, que pertence ao time conquistense, e foi emprestado ao Feirense até o fim do Campeonato Baiano.

Para fazer essa postagem comecei procurando pela tabela de artilharia, e o primeiro nome de jogador do Vitória da Conquista que aparece na lista é o Braw, meia com três gols. Depois, busquei as estatísticas até a sexta rodada, e notei que os visitantes já marcaram 32 gols. Então, surpreso com os 32 gols de visitantes, fui ver a tabela de jogos, e para aumentar mais ainda meu espanto, pude ver que até o Juazeiro, que faz uma péssima campanha, já marcou fora de casa.

Dentro de casa o Vitória da Conquista jogou três partidas, foram sete gols marcados, enquanto fora de casa, também três partidas e nenhum gol marcado, o que explica isso? Os caras estão sentindo a pressão, que é gigantesca fora de casa? Paciência que nada! A média de público está hiper baixa, não dá nem pra jogador infantil tremer as pernas, veja lá então no profissional!

Então, a diferença é a postura! Dentro de casa o “Bode” pressiona a saída de bola, adianta a marcação e joga buscando o gol. Já fora, o time se fecha todo, fica só marcando e esperando pra sair no contra ataque, que não funciona. Está certo, essa não é a versão original do que está acontecendo com o Conquista, essa é apenas a resposta mais usada quando um time não vence fora, a outra é a famosa falta de sorte.

A contusão de Ciel, artilheiro da Copa Governador, estragou os planos e dificultou muito a formação tática do Vitória da Conquista, – tá certo, isso é a mais pura verdade – mas sem arrumar desculpas, uma coisa é certa: se ficar bobeando e não pontuar fora de casa, vai ficar no meio da tabela, e pode acabar sobrando, e jogando o triste campeonato do “grupo da morte”, e aí meu amigo, ou faz gols dentro e fora de casa ou brinca a segundona em 2012.

Até a dupla de zaga Rogério Sodré e Silvío já marcaram no Vitória da Conquista e tem atacante que ainda conta com o incômodo cabaço. Só pra constar o Ipitanga do atacante Sassá também não marcou gols fora de casa, a solução é simples: chutar e espantar essa ridícula estatística.

Twitter: @daanilopereira

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*