E.C Vitória: Nikão, o “Maradona Negro”

Procurando ontem à noite textos e informações sobre o BAxVI do próximo Domingo, dei de cara com o site “Academia de Talentos” e, por lá, encontrei um artigo sobre o recém contratado pelo Vitória, o jovem Maycon da Cruz, conhecido hoje apenas como NIKÃO, entretanto, um dia também foi conhecido como o “Maradona Negro”.

Portanto, para que não se pense que se trata de algum projeto mal-acabado do cartunista Mauricio de Sousa, decidir trazer as boas informações sobre o atleta de apenas 18 anos, observado em detalhes por um site lusitano especializado em novos talentos. Confira.

Um dos grandes baluartes do futebol baiano, o Vitória da Bahia tem vindo a conseguir paulatinamente formar atletas de grande qualidade, em especial para o futebol português, onde se verifica que deste emblema saiu David Luiz com destino ao Benfica e ainda Hulk, que passou grande parte da sua formação neste emblema até ter saído bem jovem com destino ao Japão, onde chamaria a atenção do FC Porto.

Com estas fortes indicações de valor, parece legítimo que se deva observar com atenção cada talento que se destaca ao serviço do Vitória, como em breve poderá vir a constituir-se o exemplo do talentoso Maycon da Cruz, conhecido como Nikão, que com apenas 18 anos tem deixado em anteriores experiências fortes indícios de talento, assim chegando a São Salvador da Bahia com um estatuto bem vincado de esperança para o futuro que no Vitória poderá mesmo torná-lo em mais um valor de elevado gabarito do futebol ‘canarinho’.

A alcunha com que vem rotulado dos outros emblemas que representou, sendo Nikão conhecido por terras brasileiras por Maradona Negro devido à sua pele negra associada a uma assinalável capacidade técnica que leva o craque a mostrar-se confiante em relação ao futuro, tendo indicado que mais do que semelhanças com El Pibe, Nikão possui características que farão recordar o futebol envolvente de Paulo Henrique Ganso, como o próprio reforço do Vitória de resto indicou.

Médio ofensivo dotado de uma forte capacidade de progressão que o coloca freqüentemente em zonas de finalização, Nikão expressa que “tenho a característica de cadenciar e pensar mais o jogo, além de ter um remate forte de fora da área, o meu estilo é parecido, parecido e não igual, ao do Ganso, do Santos”, assim se caracterizou Nikão, um criativo que deseja fixar-se como titular no Vitória.

Veja também

Vitória paga R$ 3 mil por triunfo no BaVi
Neto baiano espera jogar o BAVI de domingo
Ávine vai jogar no sacrifício o BAVI
Ernani aceita entrar na meia para disputar o BaVi

Deixe seu comentário