Os meninos do Fluminense de Feira

Rostos novos e joviais, carregados de expectativas e esperança. Essa é a cara do novo grupo do Fluminense de Feira para a temporada 2011. Ou pelo menos o que representa a grande aposta do clube para este ano: a juventude. Dos 26 atletas apresentados para o início da temporada, 13 são oriundos das categorias de base. Dez novas contratações foram feitas e os demais mantidos do elenco que disputou a temporada 2010.

Três destes podem ser considerados as principais apostas da diretoria e comissão técnica: o meia Felipinho, o lateral-esquerdo Jeferson, e o goleiro Val. Todos com atuação destacada no Campeonato Baiano Juvenil.

Felipe Ferreira, o Felipinho, tem 19 anos. Foi integrado às categorias de base há apenas um ano, mas por força do destino, e principalmente pelo seu talento, não demorou para chegar ao time profissional. “O professor Luiz Carlos Cruz me convidou para participar de um coletivo, consegui encher os olhos da comissão técnica, da diretoria, e consegui ingressar na equipe profissional”, lembra Felipinho.

Ele se considera um jogador versátil. “Eu procuro correr os 90 minutos, tenho muita garra, muita luta, um bom chute, jogo tanto de lateral como de volante, as vezes também de meio-campo, busco ser um jogador versátil, procuro sempre fazer o melhor nas posições que o professor me colocar para que eu possa contribuir para o time sair vencedor de dentro do campo”.

TITULARIDADE

Já o lateral-esquerdo Jéferson, 20 anos, está no Fluminense há quatro temporadas. Ele já havia sido relacionado para partidas da equipe profissional pela Copa Estado e Copa do Nordeste. Agora espera corresponder a confiança da diretoria e comissão técnica e brigar pela titularidade.

Ele se descreve como um jogador de boa pegada dentro de campo e diz que disputar o Campeonato Baiano pelo Fluminense é uma realização. “O Campeonato Baiano é uma boa vitrine. Sou de Riachão e muitos jogadores da minha cidade já jogaram no Fluminense e eu tinha uma expectativa muito grande de jogar aqui também. Fui trazido para fazer um teste e graças a Deus deu tudo certo e hoje estou aqui para dar alegria a torcida tricolor”, frisa.

O goleiro Val, 20 anos, chegou nas categorias de base há apenas sete meses e se diz pronto para brigar pela camisa 1 do time principal. “A expectativa agora é crescer dentro da equipe, brigar pela titularidade no time principal, claro que sempre respeitando os colegas e buscando também aprender com eles. Mas quero sempre ajudar o clube quando for solicitado”. (Por: Ordachson Gonçalves[email protected])

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*