Bahia perde para o Figueirense por 1 x 0

A fama de visitante indigesto desta vez não prevaleceu em Florianópolis e um Bahia nervoso, confuso e atrapalhado foi derrotado (baratíssimo) pelo placar de 1 x 0, para o Figueirense, gol assinalado logo no inicio de jogo pelo atacante Roberto Firmino, aos 4 minutos.

Resultado normal, especialmente por se tratar de dois clubes que estão dentro do G4, até essa rodada disputavam palmo a palmo uma das vagas com direito ao acesso para a Série A do ano que vem. Porém, a derrota tricolor, somada à vitória do Sport de Recife por 3 x 1 sobre o Duque de Caxias, em São Januário, reduz de seis para apenas três pontos a diferença que tranqüilizava o torcedor tricolor, que agora tem o time pernambucano no retrovisor sem obedecer à distancia regulamentar.

A Série B entra na reta de chegada com a certeza que Coritiba e Figueirense têm vagas garantidas, ficando as vagas restantes numa disputa entre América-MG, Bahia e Sport. O próximo jogo do Bahia será no Sábado, em Pituaçu, contra o ASA, enquanto o Sport disputa o clássico Pernambucano contra o frágil Náutico. Confira detalhes do jogo em uma matéria do UOL e, logo após, o vídeo com o gol da partida.

O JOGO – Como já é de praxe nos jogos do Figueirense no estádio Orlando Scarpelli a equipe da casa começou pressionando, partido com tudo para o ataque e logo aos quatro minutos abriu o placar. Juninho recebeu a bola na esquerda e cruzou na área. Roberto Firmino dominou, fez boa jogada individual e chutou na trave, no rebote o próprio Firmino colocou para o fundo do gol. Querendo definir logo a situação, o Figueirense continuou pressionando. Tocando bem a bola e aproveitando as jogadas pelos lados do campo, a equipe da envolvia com facilidade a zaga do Bahia e seguia criando chances de gols, tanto, que Fernandes e Reinaldo perderam oportunidades incríveis.

Soberano na partida, o Figueirense diminuiu o ritmo no final da primeira etapa e quase foi surpreendido aos 46min. Adriano recebeu passe nas costas da zaga e saiu na cara do goleiro Wilson que conseguiu dar um toque na bola e evitar o pior. O susto revoltou o técnico Márcio Goiano, que cobrou qualidade aos jogadores catarinenses na hora de concluir.

“Pelo volume de jogo, pelas oportunidades criadas deveríamos estar mais tranquilos. Quando você enfrenta um adversário de qualidade você tem ter tranquilidade e aproveitar as chances, para não ser surpreendido. Mas o time está bem e tem que manter o mesmo ritmo no segundo tempo”, desabafou Márcio Goiano.

Na volta do intervalo, os jogadores do Figueirense voltaram com o mesmo ímpeto do início do jogo, criando inúmeras oportunidades de ampliar. Desta vez, os jogadores do time da casa acertaram o gol, mas pararam nas defesas espetaculares do goleiro Fernando, que evitou, no mínimo, cinco chances claras, nos 15 primeiros minutos, sendo que duas dessas defesas foram verdadeiros “milagres”.

O cenário do primeiro tempo se repetiu na segunda etapa, o Figueirense seguia soberano no jogo, tocando bola e com a partida completamente dominada, novamente levou um susto. Aos 27min, Arilton cruza, Jael desvia de cabeça e Rogerinho completa para o gol, porém a auxiliar Lilian da S. F. Bruno anula o tento corretamente.

Depois disso, o Bahia cresceu no jogo e o técnico Márcio Goiano mexeu no time reforçando o setor de marcação. Bem postado na defesa, o Figueirense conseguiu anular as ações ofensivas do adversário e nos contra-ataques levava perigo, na última chance da partida, Vinicius Pacheco saiu sozinho na cara do gol, mas parou em mais uma defesa de Fernando, que ainda foi para área cabecear, porém, não conseguiu alcançar a bola.20/10/2010 – Vitória X Ceará ao Vivo – Copa do Nordeste

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*