Bahia vence e invade o G4 da Série B

Jogando pelo complemento da 17ª. rodada da competição da Série B, o Bahia venceu na tarde deste Sábado a Portuguesa de Desporto, por 4 x 2 e finalmente arrombou o portão do G4, entrou, sentou e agora repousa tranquilamente como segundo colocado da competição, incendiando as esperanças da maior e melhor torcida de clube de futebol o Brasil, seja ele do norte ou do sul.

Os gols da partida foram marcados por Zé Carlos, que abriu o placar para o time do técnico Vadão, enquanto Alison empatou para o Bahia, Jael batendo pênalti sofrido e convertido aos 4 minutos virou, novamente Jael aos 13, de cabeça, para visualizar novamente a liderança da competição, enquanto Luis Carlos descontou para a Lusa, e outra vez Jael, em noite inspirada, fechou o placar e abriu definitivamente as portas do G4 e o melhor, com vista para a liderança da competição.

Confira todos os detalhes da partida abaixo, em matéria do Correio, logo em seguida, o vídeo com gols da vitória fantástica tricolor, que hoje reeditou pequenos sinais de quando vivia na era do aço inoxidável.

O JOGO – O Bahia venceu a Portuguesa por 4 a 2 na tarde deste sábado (28) em Canindé, quebrando um tabu e chegando ao G4 da Segundona, com 30 pontos. Na sexta-feira (31), o tricolor enfrenta também fora de casa o Bragantino.

O tricolor esteve superior quase que o jogo inteiro, mas foi a Lusa quem abriu o placar, no seu único lance de perigo no primeiro tempo. Aos 21, em jogada de contra-ataque, Paulo Sérgio cabeceou certeiro e marcou o primeiro da Portuguesa. O Bahia correu para empatar – dois minutos depois, Rogerinho cobrou falta, Morais cabeceou e no rebote Alison mandou para as redes. Aos 26, Vander mandou de fora da área na trave e quase deixa o Bahia na frente.

A virada veio logo no início do segundo tempo. Aos 2 minutos, Adriano, que entrou no intervalo, foi derrubado por Domingos dentro da área. O jogador da Lusa reclamou muito e levou o vermelho. Na cobrança, Jael mandou no cantinho esquerdo e virou para o Bahia. A pressão continuou e aos 13 minutos Ávine cruzou e Jael mandou forte de cabeça, sem chance para Wéverton.

Aos 19, Rogerinho mandou falta no cantinho esquerto e o goleiro da Portuguesa defendeu. Depois disso, o time da casa tentou se impôr mais. Aos 22, conseguiu diminuir com Luís Ricardo, que recebeu livre um passe de Paulo Sérgio e mandou para as redes.

O Bahia ainda perdeu chances de sair com um resultado mais expressivo em uma sequência de lances com gols perdidos. Aos 29, Morais deu um toque lindo para Jael, sozinho na área, mandar para fora. Um minuto depois, outro passe de Morais deixou Adriano livre para concluir, mas Wéverton fez boa defesa. Aos 31, foi a vez de Bruno Otávio mandar a bola na trave depois do goleiro dar rebote após cobrança de escanteio de Rogerinho.

No final do jogo, a Portuguesa pressionou, mas não conseguia concluir com eficiência. Na melho chance, já aos 47, Ronaldo cabeceou bola que veio cruzada e Renê conseguiu fazer uma boa defesa, com a mão trocada.

Veja também

Bahia bate a Portuguesa, quebra tabu e vira vice-líder
Portuguesa 2 x 4 Bahia – Jael marca três e cala lusitanos

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*