“Podemos vencer o Brasil’

Jong Tae-Se, atacante da Coreia do Norte, é a principal arma do primeiro oponente do Brasil na Copa do Mundo. E ele conhece bem a equipe verde-amarela. O atleta atua no Kawasaki Frontale, do Japão, e tem três colegas de time (Juninho, Magnum e Francismar) que são brasileiros – por isso, até fala algumas palavras em português. Desta convivência, Tae-Se tira detalhes da equipe de Dunga.

Chamado de Rooney asiático (mas prefere ser comparado a Didier Drogba, da Costa do Marfim, do que ao atacante inglês), sabe que vencer o Brasil em 15 de Junho, em Joanesburgo, não será fácil, mas acredita em uma vitória tão histórica quanto o 1 a 0 sobre a Itália na Copa de 66.

– O jogo será muito difícil, mas nós podemos vencer o Brasil. Todo mundo pensa que não podemos vencer, mas temos um coração valente e muito espírito. Corações valentes fazem milagres – afirmou Tae-Se.

No contato com os brasileiros, o norte-coreano ouve cornetas contra o treinador da equipe pentacampeã mundial.

– Sei muito sobre o Brasil porque tenho três colegas de time que são brasileiros. Eu pergunto como está o Brasil. Eles me dizem que o Brasil tem um bom time, mas não gostam do Dunga, porque ele deixou fora o Ronaldinho, que é um jogador muito bom, e também o Adriano – disse o atacante.

O atacante foi o único jogador da Coreia do Norte a falar com a imprensa estrangeira na África do Sul. Ele conversou com os jornalistas na chegada da delegação asiática, na semana passada, e também nesta terça-feira, no primeiro treinamento aberto da seleção que representa a ditadura comunista. Ele não cansa de dizer que aposta na psicologia do time no Mundial.

– Nosso time tem uma mentalidade como a da Alemanha, que é a melhor mentalidade do mundo. As informações são do Globo Esporte.

Deixe seu comentário

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. buy nembutal pentobarbital sodium
  2. best way to learn

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*