No sufoco Vitória se classifica para a final

foto do artilheiro Júnior, ECVITORIAO milagre pedido e chorado pelos torcedores do Bahia quase aconteceu. (e entre eles, me incluo) Acabou neste momento o jogo no matadouro de Canabrava e deu empate, com o Leão com os joelhos no chão. O jogo repetiu o placar de Pituaçu. Vitória 1 x 1 Camaçari.

Era tudo que o Vitória precisava. Os rubro-negros também são finalistas do Campeonato Baiano de 2010, sendo o Vitória, pela quarta vez consecutiva e como nos anos anteriores, decide o titulo nos seus domínios com a valorosa condição de jogar por dois empates ou um triunfo e uma derrota, contando que seja pelo mesmo números de gols sofridos. O primeiro jogo será no próximo domingo em Pituaçu, e o segundo, no dia 2 de Maio, no estádio Manoel Barradas. Confira detalhes do jogo em matéria do site Bahia Noticia.

Depois de muitas dificuldades e um péssimo futebol apresentado, o Vitória arrancou um empate com o Camaçari, em 1 x 1, garantindo vaga na grande final do estadual, onde disputará o tetracampeonato com o Bahia, que eliminou o Bahia de Feira nesta tarde. O salvador da pátria rubro-negra foi o artilheiro Júnior, que “achou” um gol a poucos minutos do apito final. O primeiro Ba x Vi das finais será no próximo domingo, em Pituaçu. Antes disso, o rubro-negro vai encarar o Goiás, pela partida de volta da Copa do Brasil, quarta-feira, no Serra Dourada. O jogo de ida terminou 4 x 0 para o Leão, que pode perder até por 3 x 0 para seguir na competição.

Jogo – O primeiro tempo de jogo no Barradão foi bastante movimento, principalmente no meio campo. A equipe rubro-negra teve diversas chances, mas não conseguiu concluir em gol. A melhor oportunidade aconteceu logo aos 5min. Uelliton recebeu cruzamento perfeito de Nino Paraíba e cabeceou sozinho, por cima do goleiro Marcelo. Mas, quando todos esperavam um empate sem gols na primeira etapa, o Camaçari resolve aprontar. No apagar das luzes, aos 46min, o meia Murilo recebeu cruzamento na pequena área e deu uma bela cabeçada, sem chances para Viáfara, abrindo o placar e assustando a torcida do Leão.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Ricardo Silva modificou a equipe. A entrada de Neto Berola no lugar de Uelliton, deu mais movimentação ao setor ofensivo, que criou diversas oportunidades. Com o resultado adverso, o rubro-negro tentava entrar de todos os lados, mas sem muita organização. E em uma falha de Marcelo, o time da casa conseguiu o empate, aos 37min. O meia Renato arriscou um chute de longe e o goleiro do time do pólo rebateu para o meio da área. Júnior, como sempre bem colocado, pegou o rebote e empurrou para o fundo das redes, fazendo a festa no Barradão. Depois disso, o time da casa só fez administrar o placar e segurou o ímpeto dos visitantes.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*