Em crise, Bahia só pensa em vencer

Sérgio GuedesNão existe outro pensamento no Fazendão. Seja na conversa entre os jogadores antes do treinamento, no bate-papo com o treinador Sérgio Guedes ou na reunião com o presidente Marcelo Guimarães Filho, o pedido é um só: derrotar o Duque de Caxias na noite de hoje, às 21h50min, no Estádio de Pituaçu.

A vitória é a única coisa que interessa ao Bahia, principalmente no jogo de hoje. O Duque de Caxias está logo atrás do tricolor na tabela de classificação. Tem apenas um ponto a menos. A partida é daquelas consideradas de seis pontos e pode ser o ponto inicial para livrar o time do rebaixamento para a Série C de 2010. O Bahia não sabe o que é vencer um jogo há cinco rodadas. Há exato um mês, quando derrotou o São Caetano por 3 a 1, também em Pituaçu. Nesse período, fez a alegria do Ceará, da Portuguesa, do ABC e do Brasiliense. Voltou a pontuar somente na última rodada, quando empatou em 0 a 0 com o Ipatinga, em Minas Gerais. Durante este período, o ataque praticamente não funcionou. Foram apenas três gols marcados. Já a defesa, deixou a desejar. As redes tricolores foram balançadas por 11 vezes, o que dá uma média de 2,2 gols por partida. No jogo de hoje, este quadro terá de ser diferente. O Bahia precisa marcar o máximo de gols possível e não tomar nenhum para poder melhorar o saldo de gols – importante critério de desempate da Série do Campeonato Brasileiro. Na tentativa de ajudar a reverter a situação atual da equipe, a diretoria ainda espera contar com o apoio da torcida. Com o time a um passo de retornar à Série C, o clube optou por mais uma promoção. Os valores dos ingressos foram mantidos (R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia). A diferença é que para comprar a meia entrada para o jogo de hoje à noite, o torcedor não terá de apresentar o documento necessário. Mas, não será somente a presença da torcida que vai fazer o Bahia vencer. Os jogadores precisam mudar a postura dentro de campo. Para tentar ajudar nesta parte, o ex-atacante Beijoca esteve ontem no Fazendão. O ídolo tricolor foi ao CT em comemoração aos 30 anos da conquista do heptacampeonato baiano. Ao lado de jogadores como Roberto Rebouças, Baiaco, Douglas, Picolé, Sapatão, Beijoca ajudou o Bahia a conquistar sete estaduais seguidos. E é o espírito daquele time, quando todos temiam enfrentar o Bahia, que o torcedor quer ver de volta a partir de hoje à noite. Mais uma vez o técnico Sérgio Guedes vai fazer modificações no Bahia. Precisando da vitória a qualquer custo, o treinador pretende deixar a equipe mais ofensiva para enfrentar o Duque de Caxias. As principais modificações estão no meio de campo. Léo Medeiros venceu o duelo com Bruno Silva e vai ser o titular ao lado de Leandro. Os dois terão a companhia de Hélton Luiz e Juninho, que retorna ao time, com a função de armar as jogadas para Nadson e Laécio, que continuam formando a dupla de ataque do tricolor. Lá atrás, uma mudança também. Diogo não vinha agradando e vai para o banco de reservas. Em seu lugar, Marcos volta a ter uma oportunidade como titular. No gol, apesar da recuperação de Marcelo, Fernando continua com a camisa 1. Ontem, o presidente Marcelo Filho se reuniu com o grupo. O dirigente afirmou estar fazendo esforço para pagar os salários em dia e se queixou das declarações de alguns jogadores. Para o Bahia abrir vantagem da zona de rebaixamento, não vai adiantar apenas vencer o Duque de Caxias. Assim como aconteceu no último final de semana, o torcedor tricolor terá de ficar com o ouvido colado no radinho para secar os adversários diretos na luta para fugir da Série C do Campeonato Brasileiro. Hoje à noite, pelo menos três partidas merecem atenção especial. Os dois times de Natal, ABC e América, estão logo atrás do tricolor com 28 pontos conquistados e ocupam as duas primeiras posições da zona de rebaixamento. O primeiro pega o Atlético Goianiense em casa, enquanto que o segundo vai ao interior de São Paulo para enfrentar a Ponte Preta. Com a mesma pontuação do Bahia, mas levando a melhor no saldo de gols ( 0 contra -6), está o Juventude. Na partida de hoje, contra o Vila Nova, em Goiás, a torcida tricolor precisa torcer para que, pelo menos, as duas equipes empatem o jogo. Isso sem contar com os dois últimos colocados, que têm apenas cinco pontos a menos que o Bahia. O Campinense recebe o Ceará na Paraíba, enquanto que o lanterna Fortaleza joga contra o Ipatinga no Castelão. Com informações da Tribuna da Bahia

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*