Dupla BA x VI na caça do sócio-torcedor

A dupla BA-VI enfim acordou para aquela que pode ser “a galinha dos ovos de ouro”. Bem difundida nos clubes europeus e em outras regiões brasileiras, como no Rio Grande do Sul, a categoria de sócio-torcedor finalmente está emplacando nos dois principais times do Estado. Negócio bom para Bahia e Vitória, que garantem mais uma fonte de renda fixa no final do mês, e para os torcedores, que terão acesso liberado para as partidas sem o transtorno das filas.

Os benefícios para quem adere ao programa são muitos – e parecidos. O principal é o passaporte garantido para todos os jogos da equipe durante a temporada. Além disso, a depender do plano, o torcedor pode ter estacionamento diferenciado, acesso privilegia do e bares e banheiros exclusivos.

Além disso, ganham uma camisa oficial da equipe. Em contrapartida, o clube já tem a certeza de um mínimo de receita dos torcedores. “É fundamental para qualquer equipe a bilheteria. Esta é a renda mais importante porque não representa apenas o dinheiro, mas o apoio para os jogadores dentro de campo”, comentou Ricardo Azevedo, ( foto) diretor de marketing do Vitória.

Planos oferecidos

O programa rubro-negro, o ‘Sou Mais Vitória’, conta hoje com a participação de 6.670 torcedores. O projeto é dividido nos planos Simples, Prata e Ouro. Os valores variam de R$ 180 a R$ 600 anuais. O primeiro e mais barato dá direito a 50% de desconto na compra dos ingressos, enquanto que o Plano Ouro garante acesso às cadeiras do Barradão e ao máximo de benefícios.

No lado tricolor, os planos são divididos em ‘Bora Bahêa’ e ‘Bahêa VIP’. O primeiro é o mais simples, com entrada para a arquibancada do Estádio de Pituaçu. Já o ‘Bahêa VIP’ é para as cadeiras da praça esportiva. “Alguns acreditam que o torcedor na porta do estádio seja mais rentável. Mas eu acho melhor ter a receita do torcedor garantida já”, explica Nilton Maia, responsável pelo departamento de marketing do Tricolor.

Direito a voto

Além das vantagens nos jogos, os programas oferecem um grande atrativo ao torcedor: o direito a voto. Os filiados do ‘Sou Mais Vitória’ podem participar– votando e sendo votados – da disputa por vaga no conselho deliberativo depois de 18 meses no programa. Já no Bahia, o privilégio é ainda maior. O torcedor participará diretamente da escolha para presidente do clube.

A mudança foi feita este ano. Por causa da alteração, as vendas dos programas de. Sócio-torcedor está suspensas até que o novo projeto seja divulgado. Segundo Nilton Maia, responsável pelo marketing, em dois meses e meio de vigência o clube conseguiu atrair cerca 2.500 sócios. Quem faz partes dos programas já está garantido no novo modelo. “Para isso, basta que os torcedores optem por renovar o contrato” no final do ano explica Maia. Com informações de Rafhael Carneiro do Jornal de Metrópole

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*