Leão cai de quatro no Estádio da Ressacada

Pela 15ª rodada da Série A do Brasileirão, o Vitória foi enfrentar o Avaí no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, levou 4 a 0 e saiu do G4. No frio de Santa Catarina – 10 graus no estádio -, o time local abriu logo o placar. Aos 7 minutos, William girou frente-a-frente com Viáfara, mas Victor Ramos derrubou o atacante do Avaí e o árbitro apontou a marca da cal. Viáfara defendeu a cobrança de Marquinhos, mas o auxiliar pediu a repetição da cobrança alegando que o goleiro se adiantou. Na segunda batida, Marquinhos converteu. Avaí 1 x 0 Vitória.

Não demorou muito para o Avaí ampliar. Aos 16 minutos, Luís Ricardo arrancou em contra-ataque, invadiu a área e chutou no contrapé de Viáfara. Com uma marcação implacável sobre a saída de bola do Leão baiano, o time da casa sobrava em campo. A coisa ficou ainda mais complicada quando, aos 32 minutos, Uélliton reclamou de impedimento em lance do Avaí e levou o vermelho – ele já tinha um amarelo por falta truculenta. O primeiro tempo terminou com a vitória parcial do Avaí por 2 a 0.

O Vitória voltou para o segundo tempo com pinta de quem ia virar o jogo. Logo no primeiro minuto, Roger chegou à entrada da área e mandou uma bomba, raspando o travessão. E a esperança cresceu quando Léo Gago, do Avaí, levou o seu vermelho por meter o braço na bola. Mas, logo depois, a esperança virou goleada. Victor Ramos derrubou Muriqui na área. Pênalti e vermelho para o zagueiro do Vitória. O próprio Muriqui cobrou e conferiu o terceiro gol do time da casa.

Para terminar a goleada, aos 43, Caio fez uma bela jogada, invadiu a área do Vitória e botou nas redes. Com a derrota, o Vitória não consegue o objetivo de continuar colado nos líderes. Agora, o time está em quinto na tabela. No domingo (02), o Vitória recebe o São Paulo no Barradão, às 16h. Com informações do Correio

Carpegiani já vem reclamando da ausência de zagueiros há pelo menos três jogos. Improvisou outra vez e, agora, levou fumo. Dessa vez Carpegiani dissera que era preciso qualificar o grupo. Não é difícil para bom entendedor que o Vitória está sem elenco para conquistar a sonhada vaga para a Libertadores. É possível que agora a diretoria do Vitória se movimente a fim de trazer para a Toca mais opções para seu treinador.

Em Pernambuco, Carpegiani conquistou uma fama de ser treinador caseiro, que não arma suas equipes bem para jogar fora. Mas, a despeito das reclamações justas do treinador rubro-negro, Carpegiani tem dificuldade de manter a mesma regularidade positiva que tem nos jogos no Barradão fora do seu Estádio. Agora, com as expulsões, o técnico do Leão da Barra já adiantou em entrevista dificuldades para escalar seu time para o proximo jogo contra o São Paulo.

Carpegiani explica

Confira os jogos de quinta-feira:
São Paulo-SP 2 x 1 Grêmio-RS
Flamengo-RJ 3 x 1 Atlético-MG
Classificação aqui

Confira o papelão rubro-negro

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*