A jornalista boa e a tragédia da dupla BaXVi

Acabei de assistir alguns canais sobre as notícias da tragédia do avião que desapareceu no oceano Atlântico. Fiquei consternado, mas por alguns minutos também esperei alguma réporter fazer uma pergunta imbecil, pois percebia que a cada momento essas transmissões acabam formando uma espécie de cortina de fumaça de puro sensacionalismo barato.

Imaginem se aparecesse uma bonita réporter que, mantendo um caso com o editor-chefe de uma dessas emissoras marca “b”, chega a seguinte conclusão “ponderada” sobre o acidente: “aconteceu o acidente não resta dúvida, agora pode ter acontecido mil coisas, até o avião ser sequestrado por um OVNI”. Vocês tão pensando que é difícil isso acontecer? Abram suas caixas postais e vejam que de vez em quando recebemos convites de alguma sociedade que busca contato com seres alienígenas.

Quanto a essa disputa de Bahia e Vitoria por jogadores me choca a falta de cavalheirismo dos clubes baianos e a deslealdade. Agem como se moleques fossem, tentanto aproveitar a melhor oportunidade para com sórdidez dar uma rasteira no co-irmão. Um exempo que me deixa próximo do meu velho mal-estar estomacal tanto quanto as lindas jornalistas com caso com o dono do Jornal que saem com certas invectivas.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*