Boliviano Jhasmani fica no Bahia?

Esteve dois dias no fazendão, fez alguns exames médicos, não assinou contrato e retornou a santa Cruz, na Bolívia, no sábado. No Bahia, extraordinariamente, há quem dê o negócio como cancelado. A única nota no site oficial é do dia 25 e afirma a contratação.

Ontem, a reportagem do Correio não conseguiu falar com o gerente de futebol Paulo Carneiro. O empresário do Jhasmani, Sérgio Viscarra Gil, por telefone, de Santa Cruz, justificou o retorno do atleta a pais natal.

“O problema é a janela ( de transferência) Ele não poderia jogar antes do dia 3 e perderia ritmo de jogo” Apesar da burocracia. Gil acredita que haverá negócio entre o Bahia e o Oriente Petroleiro, clube de Jhasmani. “Ele vai ficar, sim”. Retornará no final de junho ou inicio de agosto, comentou. “O Bahia vai mandar os documentos para cá” Caso ocorra, o empréstimo até o final do ano deverá custar ao Bahia cerca de US$100 mil (197 mil reais). O valor do atestado federativo seria estipulado em cerca de US$ 1 milhão

O Bahia abriu ofensiva por um meia que desequilibre. Está constatado que o camisa 10 é urgente urgentíssima. A diretoria procura, mas faltam boas opções, mais do que dinheiro. Tucho foi oferecido pela enésima vez. Lúcio Flávio foi sondado. Falou-se em Zé Roberto. E um antigo diretor lançou: Iranildo. Só pode ter sido brincadeira

Os jogadores do Bahia se reapresentam esta tarde no Centro de Treinamentos do Fazendão para iniciarem os trabalhos visando o jogo de sábado, contra o ABC, de Natal, no estádio Governador Roberto Santos, em Pituaçu. Durante esta semana o técnico Alexandre Gallo ganha várias opções para armar o time, mas perdeu a sua dupla de zaga titular, Nem e Evaldo, para esta partida válida pela 5ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, que será à noite, a partir das 21 horas. Com informações do Correio/Adaptadas

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*