Ba-Vi de domingo será o mais caro da história

Ba-Vi de domingo será o mais caro da história. o Preço do ingresso para o clássico pulou de R$ 10 para R$ 30 a meia-entrada. Receberá o Estádio de Pituaçu o primeiro Ba-Vi depois da reabertura.

Clássicos entre Bahia e Vitória sempre dão o que falar. A rivalidade entre os dois clubes é histórica e ambos passam por um bom momento: o Tricolor subiu para a Segundona do Brasileiro, enquanto o Rubro-Negro se mantém firme na Série A, além de disputarem a Copa do Brasil. No entanto, o Ba-Vi deste domingo, às 17h, no Estádio Pituaçu, tem um tempero a mais: será o clássico mais caro na história dos times baianos.

Depois de permanecer inalterado desde 1994, o preço mínimo do ingresso pulou de R$ 10,00 para R$ 30,00. O aumento de 200% foi explicado pela diretoria do Bahia como parte do projeto bolado para reerguer a equipe, que está imersa em dívidas, além de tornar a folha de pagamento viável. O clube desembolsa cerca de R$ 800 mil mensais – embora o diretor de futebol, Paulo Carneiro, afirme que ela passe a casa de um milhão de reais.

Além do preço dos ingressos, a segurança é um dos assuntos prioritário às vésperas de um Ba-Vi. Para evitar confusões como a ocorrida no primeiro clássico do ano, em fevereiro, no Barradão – quando cerca de 50 torcedores ficaram feridos -, já foi definido o esquema para o jogo deste domingo. 993 policiais farão a segurança, serão instaladas barreiras preventivas ao redor do Pituaçu e os torcedores poderão passar por blitz e revistas. (por LANCEPRESS)

As carteiras de estudantes que foram criadas para favorecer as camadas da populção mais desfavorecidas e também jovens da classe média estão sendo falsificadas de forma acintosa, dificultando assim a vida de clubes de futebol e espetáculos que dependem da receita de bilheterias para tocar o seu negócio. Por isso se explica esse aumento como solução frágil para se evitar que uma cultura voltada para o crime inviabilize os clubes de futebol.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*