Presidente do Bahia quer mais 10 mil lugares em Pituaçu

O Bahia só volta a jogar no domingo pelo Campeonato Baiano, contra o Ipitanga, na reinauguração do estádio Metropolitano de Pituaçu. Mas a preparação da equipe para esta partida está em segundo plano. Todas as atenções da diretoria nos próximos dias estarão voltadas para entendimentos com os secretários de Serviços Públicos de Salvador, Fábio Mota, e de Transportes e Infraestrutura, Almir Melo, no sentido de conseguir sensibilizar os órgãos públicos e aumentar em mais 10 mil lugares a capacidade do estádio nesta partida do próximo domingo, dia 25.

O presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho confirmou ontem que conseguiu a liberação de uma área, um terreno na Avenida Pinto de Aguiar, quase em frente ao estádio de Pituaçu, com capacidade para o estacionamento, “fácil”, segundo o deputado federal, de três mil veículos, e consequentemente viabilizando a ampliação da oferta de ingressos, que por enquanto é de 16 mil lugares para esta partida de domingo contra o Ipitanga.

“O terreno é amplo e atende facilmente a necessidade do estacionamento de três mil veículos. Se considerarmos a multiplicação de cada automóvel por quatro passageiros, temos um público de 12 torcedores. Por isso, acreditamos que o acréscimo de mais 10 mil lugares no estádio é perfeitamente viável”, explicou o presidente Marcelo Guimarães Filho.

Só que a matemática do presidente do Bahia não é tão simples assim. E ele mesmo sabe, por isso, está concentrando todos os seus esforços e atenções, com toda a diretoria do clube, no sentido de: 1º, legalizar junto à prefeitura a criação do estacionamento que está sendo criado; 2º, provar aos órgãos competentes a oferta do novo espaço; 3º, conseguir ampliar para o jogo deste domingo a oferta de 26 mil lugares na reabertura do estádio de Pituaçu.

“A simples mudança de administração não resolve os problemas do nosso clube, sobretudo, financeiro. Investimos e estamos investindo alto na construção de um novo time, são 21 contratações até agora, e todos sabem das dificuldades financeiras do Esporte Clube Bahia

A volta do mando de campo em Salvador, a inauguração do estádio de Pituaçu é uma opção real de aporte financeiro para o caixa do clube, e não apenas nós, mas todos àqueles envolvidos com o crescimento do futebol da Bahia, e não apenas do Bahia, têm que ajudar, não temos o direito de deixar passar essa oportunidade”, explicou o presidente Marcelo Guimarães Filho.

Confecção de ingresso atrasa venda antecipada

O preço de R$ 30 no ingresso da partida entre Bahia e Ipitanga, na reabertura do estádio de Pituaçu, já foi superado pela torcida. O problema agora é quando estes ingressos serão vendidos. Ontem, a reunião entre clube e Sudesb se prolongou pela noite para definição de quando os ingressos serão vendidos.

O problema é justamente com a confecção das entradas. Enquanto o tricolor fez acordo com a BWA, empresa que foi responsável pelos ingressos do time nas últimas duas temporadas, inclusive adiantando R$ 500 mil para o tricolor este ano, a Sudesb fechou com outra empresa para gerenciar Pituaçu.

A Visa Net, através do programa Futebl Card, foi a escolhida. Inclusive já foi feito testes nas catracas do estádio, que já tem o sistema que ler o cartão de crédito e débito da empresa para o torcedor que comprar a entrada via internet.

Paulo Carneiro elogia reforma do Estádio de Pituaçu

O diretor de futebol do Esporte Clube Bahia, Paulo Carneiro, visitou, ontem, o Estádio Metropolitano Roberto Santos (Pituaçu). “O estádio é lindo. Não escondo as minhas emoções. Estou feliz com o que vi. Esperava ver uma coisa inferior ao que vi aqui. O ambiente está lindo para dar contrapartida aos nossos parceiros. O Governo do Estado está de parabéns”, destacou o dirigente tricolar. Antes de encerrar sua visita, Paulo Carneiro cumprimentou a presidente da Conder, Maria del Carmen, que no momento inspecionava o trabalho de colocação das cadeiras do Estádio de Pituaçu, iniciado desde a semana passada.

Enquanto isto o estádio recebe ajustes finais

A cinco dias da reinauguração, o estádio de Pituaçu sofre intervenções. Seja nos vestiários, na instalação das cadeiras, ou na área de circulação dos torcedores, operários trabalham até abertura, Bahia x Ipitanga, domingo, pela terceira rodada do Baiano.

Cerca de nove mil assentos foram instalados. Até o dia do jogo, a previsão é de mais nove mil. Ontem, os bancos de reservas recebiam pintura. O gramando marcado e as redes, pressas ás traves. Ailton Santos, 47 anos, um dos ex-responsavéis pelo trabalho no tapete da Fonte Nova, cuida de Pituaçu. “Me trouxeram prá cá. Vai ficar tudo pronto” disse.

Nos vestiários para os mandantes e visitantes, fase de acabamento. Há sala de massagem, vestiários exclusivos para a comissão técnica, local para aquecimento com piso de grama sintética, 28 chuveiros e seis sanitários, fora área reservada para trocar roupa. “E só revisão para ver as besteiras que falta” disse Enailson Teixeira, assistente de encanador, na tentativa de corrigir problema do chuveiro de água quente nos vestiários. Em Pituaçu, ainda existem vestiários para gandulas dos sexos femininos e masculinos. Em anexo, salas de policiamento, antidoping, reuniões e posto médico. O vestiário dos árbitros já foi concluído.

Área para TV e rádio concluída; Impresso vai passar aperto

A apertada reservada para imprensa escrita, localizada um pouco acima das numeradas, está pronta. Em andar superior ficam as sete cabines de rádios e as seis de TV. Sendo uma reservada para televisão comunitária. Técnicos de uma emissora de rádio estiveram lá ontem, à tarde, para testar o sinal e instalar equipamentos.

Duplicação de trecho da Pinto Aguiar continua incompleto

A duplicação do trecho entre a Avenida Pinto Aguiar até a universidade Católica de Salvador, sentido Paralela/orla, prevista pela Conder para ser entregue no máximo até o dia da reabertura, segue pendente do trabalho de máquinas e homens. Por enquanto, só a parte até a entrada de Pituaçu tem asfalto. O restante segue no barro.

Hélton chegou e vestiu a camisa no aeroporto

O meia Hélton, o 21º reforço contratado pelo Bahia para a formação do novo time, chegou ontem, desembarcando em Salvador e vestindo a camisa do time baiano ainda no Aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães. O jogador revelado nas Divisões de Base do Vitória, e que estava no Náutico de Recife, já submeteu-se aos exames médicos de avaliação, e esta manhã será apresentado ao técnico Alexandre Gallo e aos novos companheiros de clube no Centro de Treinamentos do Fazendão.

Hélton Luiz da Silva é alagoano, natural de Messias, tem 22 anos e deixou o futebol baiano há três anos, depois de poucas oportunidades no time do Vitória. Embora tenha chegado com muita fama e moral no Náutico, lá também o 21º reforço do Bahia não teve muitas chances, e não conseguiu se firmar como titular no clube pernambucano, que no ano passado lutou contra o rebaixamento para a Série A do Brasileiro.

O jogador chegou otimista, diz que está bem fisicamente, vinha treinando normalmente no Náutico, e ansioso para vestir a camisa do Bahia no Estadual. Hélton se define como um meia de muita visão de jogo, especialista em passes de longa distância e cobranças de faltas. Com informações da Tribuna da Bahia/Correio

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*