Ferdinando Teixeira: O Técnico Operário

Cinco goleadas sofridas nos últimos dez jogos. As chances matemáticas ainda existem. No entanto, jogadores e torcedores estão em alerta máximo depois do chocolate amargo com nome de cachaça “51” diante do ABC. Agora, só resta ao Bahia tentar recuperar sua imagem de grande clube do futebol brasileiro e evitar a queda para a Série C de 2009.

Ferdinando Teixeira. Este é o nome do técnico que recebeu dos cartolas a missão de salvar a equipa de um fracasso ainda maior na Segundona. A partir de um elenco limitado, o treinador otimista disse não ter dúvida de que poderá resgatar o prestígio do clube. “Meu objetivo é fazer um grande trabalho no Bahia. É um namoro antigo que tenho com o clube. Vou fazer o possível para tirar o time dessa situação. Pela sua história e pela sua torcida”, disse Ferdinando, em entrevista por telefone. O novo treinador chega amanhã e promete comandar o time já na próxima terça-feira, contra o vila Nova, em Feira de Santana. “Não vou assistir ao jogo da cabine não. Lugar de treinador e na beira do campo”, resumiu, com vocação operária.

Esperança era Pituaçu

Ferdinando ainda não tinha conhecimento do embargo da obras de Pituaçu pelo IBAMA, por falta de licença ambiental, em intervenções dentro do Parque Metropolitano. Ficou surpreso ao ser questionado sobre as dificuldades de atuar em Feira de Santana. “Pituaçu não vai ficar pronto em outubro não?”, perguntou, curioso com tanto atrso na conclusão da reforma.

O técnico afirmou que já conhece o campo do Jóia da Princesa e foi enfático. “Temos que jogar em qualquer lugar que tiver. Se só existe esse campo, vai ter que ser lá”, disse. Para conquistar o carinho da torcida tricolor, Ferdinando disse já ter a receita. “Vitórias. Torcedor gosta de ver resultado”, concluiu.

Clubes em que trabalhou

CRB de Maceió, Alecrim de Natal, América de Natal, Al Arabi do Catar, Santa Cruz Fortaleza Botafogo de João Pessoa, CSA de Maceió, Ceará. ABC de Natal e Bahia

Títulos e acessos

Campeão potiguar: 11 vezes, Campeão cearense: 2 vezes, Acesso à Seria A: 1996 com América de Natal Acesso à Série B: 1995 e 2007, com o ABC

Auxiliares trabalham

Ferdinando Teixeira só desembarca em Salvador na manhã de hoje, um dia antes da partida contra o Vila Nova, às 20:30 de amanhã. Ainda assim, já anunciou o seu lugar à beira do campo, trabalhando. Para isso, antecipou a chegada de sua comissão técnica, que comandou ontem o primeiro trabalho à frente do grupo tricolor.

O auxiliar técnico Gilberto Pereira de Lima e o preparador físico Ranieli Ribeiro passarão as primeiras informações ao novo comandante. O trio chega com missão de espantar o fantasma ainda distante do rebaixamento à Série C e, de cara, restabelecer a auto-estima tricolor depois da goleada por 5 x 1 diante do ABC.

Ainda hoje, será definida a permanência do preparador físico Eduardo Fontes, que a princípio integra o grupo de Ferdinando. O time não terá Adilson e Caio, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, e Fausto, expulso pela quarta vez nesta Série B. O volante entrou na mira da galera no site de relacionamento Orkut.

Ávine retorna à ala canhota, sem concorrentes imediatos. O time realiza coletivo no Fazendão, à tarde, e antecipa a viagem para Feira de Santana. A idéia é repetir a estratégia de Bahia 1 x 0 Juventude. Tarde demais? O assunto é tratado de forma velada em Itinga, mas a preocupação com a Série C é crescente. Ainda mais em ano de eleição. Informações do Correio

Deixe seu comentário

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Visit Website
  2. men leather jackets

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*