Bahia 1 x 1 Ceará – Acesso, agora, só com milagre!

Bahia e Ceará estão cada vez mais distantes da briga pelo acesso do Campeonato Brasileiro da Série B. Em uma partida de baixo nível técnico, os dois times empataram, por 1 a 1, na noite desta sexta-feira, no Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana, pela 26.ª rodada.

O resultado mantém o tabu do Vozão, que nunca perdeu para o rival baiano pela Série B. Agora, são sete jogos e quatro vitórias cearenses, além de três empates.

O Tricolor, que mantém sua campanha irregular, é o décimo colocado, com 36 pontos, assim como Ceará, que não vence há quatro jogos – três empates e uma derrota – está em nono. Os baianos perdem no saldo de gols: 5 a -7.

Vozão poderia ter matado

O Ceará começou mais consciente na partida e dominou o primeiro tempo. Marcando a saída de bola do Bahia, o time deu poucos espaços e conseguiu abrir o placar aos 21 minutos. O lateral Dedé cruzou pela direita, a defesa tricolor cortou mal e o meia veterano Cleison completou de cabeça, na segunda trave.

Atordoado pelo gol, os donos da casa viram a pressão cearense aumentar e, por muito pouco, não levaram o segundo aos 26. O volante Mancuso aproveitou sobra na entrada da área e soltou uma bomba. Para a sorte do goleiro Fabiano, que já estava batido, a bola explodiu na trave.

Insatisfeito com a atuação baiana, o técnico Roberto Cavalo fez a primeira mudança logo aos 35. Ele tirou o lateral-direito Rogério Rios e colocou o atacante Danilo Cruz. Mais ofensivo, o Tricolor melhorou e chegou ao empate aos 43. O atacante Paulo Roberto cruzou da direita e o experiente Marcelo Ramos concluiu de cabeça.

Bahia melhora

Na segunda etapa, a história do jogo mudou. O Bahia voltou com maior volume de jogo e teve o domínio em quase todo o período. A primeiro chance, porém, foi do Ceará. O atacante Charles Chad recebeu bola no ataque e bateu de direita. A bola saiu raspando a trave.

Sentindo bastante a parte física, o Vozão criou muito pouco. Já o Tricolor, apesar da forte pressão, não conseguiu penetrar a forte marcação adversária. Com este cenário, o jogo se arrastou até o apito final do árbitro.

Próximos Jogos

Na próxima terça-feira, às 20h30, o Bahia volta a campo para enfrentar o Juventude, no Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana. Já o Ceará joga contra o Avaí, no mesmo dia, às 21h45, no Estádio Castelão, em Fortaleza.

BAHIA
Fabiano; Rogério Rios (Danilo Cruz), Douglas, Alison, Ávine; Marcone, Luciano Totó, Rafael (Ananias) e Caio; Paulo Roberto e Marcelo Ramos (Jones).
Técnico: Roberto Cavalo.

CEARÁ
Adilson; Dedé, Fabrício, Dezinho e Alex Braz; Michel, Mancuso, Cleisson (Robson Luís) e Marcos Paraná (Vavá); Lúcio e Charles Chad (Sérgio Alves).
Técnico: Lula Pereira.

Data: 19/09/2008
Local: Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana
Árbitro: Giulliano Bozzano- (DF) (ASP.FIFA)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Renison Nunes Freire (SE)
Público: 2.392 pagantes
Renda: 25.040,00
Cartões amarelos: Cleisson, Marcos Paraná, Charles Chad, Sérgio AlvesConfira a 26ª rodada da Série B:

Sexta-feira
Avaí 1 x 1 América-RN
Juventude 4 x 3 Vila Nova
São Caetano 1 x 1 Santo André

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*