Bahia só joga para cumprir a tabela

A dez pontos do 4º colocado do G-4, os que sobem para a Série A em 2009, o Avaí de Santa Catarina, e a nove de vantagem sobre o 17º colocado, o Fortaleza, que luta contra o rebaixamento para a Série C, o Bahia começa hoje à noite, em Feira de Santana, uma longa peregrinação, vai cumprir tabela nos 12 jogos que falta disputar pela Série B do Campeonato Brasileiro. O jogo contra o Juventude de Caxias do Sul, interior gaúcho, no estádio Jóia da Princesa, serve apenas para definir o futuro do técnico Roberto Cavalo no comando do time baiano.

Em seis jogos no comando do Bahia, o treinador conseguiu duas vitórias, um empate e três derrotas. Com um aproveitamento de 39%, Cavalo acredita que o cargo não está ameaçado. “Acho que não estou na corda bamba. Não tive ainda condições de colocar a equipe que a gente quer dentro de campo. Essa é a realidade. Eu sou bem tranqüilo e transparente. No momento que a diretoria achar que o meu trabalho não está sendo bem feito, é só mudar”, afirmou.

Enquanto permanece no comando do time, o técnico faz contas, tanto para o G-4 quanto para fugir do rebaixamento. “Nós estamos nos baseando pelo ano passado. O Vitória subiu com 59 pontos. Com 47 pontos o time não cai. Essa matemática a gente faz. Então é um campeonato que você tem que brigar e sempre desejar o topo da tabela”.

E para isso o jogo de hoje à noite será fundamental. Com 36 pontos conquistados, caso vença o Juventude, o Bahia pode subir apenas uma posição.

O técnico Roberto Cavalo ganhou mais um problema para o jogo de hoje à noite, contra o Juventude, em Feira de Santana. O volante Fausto foi julgado na noite de ontem pela Primeira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e punido com dois jogos de suspensão pela expulsão na partida contra o Santo André. Como já cumpriu a automática, Fausto volta ao time apenas na próxima rodada.

Além de Fausto, o treinador também não contará com o zagueiro Rogério. O jogador faltou aos treinos de sábado e domingo sem dar nenhuma explicação. Ontem, reapareceu no Fazendão e afirmou que pediu dispensa no sábado para ser padrinho de um casamento no interior. Já com relação a domingo, o jogador afirmou que pensava que o treino seria realizado à tarde e aproveitou para dormir um pouco mais.

Por causa da ausência, Rogério não foi nem relacionado para a partida de hoje. Essa será a segunda partida em que o treinador não poderá contar com Rogério e Fausto.

Assim, Douglas e Alison continuam formando a dupla de zaga, enquanto no meio de campo, Marcone terá como companheiro o garoto Willames, revelado pelas Divisões de Base do Bahia. Com informações da Tribuna da Bahia
Sem embargo
Já não há mais risco de embargo das obras do Estádio Roberto Santos, em Pituaçu. Seis meses e nove dias depois, o titular da 5ª Vara da Fazenda Pública, Ricardo D’Ávila, finalmente se pronunciou sobre o pedido das promotoras Heliete Viana e Rita Tourinho. E decidiu dar prosseguimento à reforma iniciada no mês de janeiro

Diretor Marco Costa não gostou

A próxima ação judicial envolvendo o clube diz respeito ao leilão do ônibus azul, vermelho e branco, nesta quarta-feira, 24, a partir das 8h30, no Fórum Antonio Carlos Araújo de Oliveira, no Comércio. Avaliado em R$ 60 mil, o veículo – de 1999 – entrou como garantia de uma dívida trabalhista ao meia Robert, já há quatro anos longe do Fazendão.

O diretor financeiro do clube, Marco Costa, se exaltou ao ser procurado. Recusou-se a falar, cobrou que se abordem notícias boas do Bahia e desligou em seguida, é o que informa o Jornal A Tarde

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*