Governo promove acordo entre Bahia e Vitória

Hoje, em almoço com a imprensa, o governador Jaques Wagner revelou que intermediou um acordo entre os dirigentes de Bahia e Vitória para que o Tricolor use o estádio do Barradão em partidas em que não haja choque de datas entre os clubes. Em contrapartida, o estado fará algumas reformas estruturais nos locais de acesso e melhoras no estacionamento da praça esportiva. Segundo o chefe de gabinete do governador, Fernando Schmidt, a resposta definitiva será dada na próxima segunda-feira (21). Mas, Wagner, que torce pelo Bahia, está bastante otimista. “Foi uma decisão pelo bem do futebol baiano”, justificou. O acordo será válido até o final da reforma de Pituaçu, que, segundo JW, está prevista para final de setembro. – Matéria de Daniel Pinto do site Bahia Noticia Gripe tira Rogério do jogo contra o Vila Nova

Se o Bahia mandante ainda não convenceu em cinco partidas na Série B, que se passe a apostar nas viagens. Quatro pontos na seqüência de duas partidas no Jóia da Princesa não foram suficientes para afastar a fama de forasteiro. Mas longe do torcedor, o clube conquistou dois dos três triunfos e batalhou sete dos 13 pontos para estar no 11º lugar.

E como rejeitar o rótulo de visitante incômodo quando a situação favorece? O time não perde no Serra Dourada desde 24 de maio de 2005, quando esbarrou no Vila Nova, adversário das 20h30. Os dois se enfrentaram no octogonal da Série C 2007, com vitória tricolor por 3×2 em Goiânia e empate sem gols em Salvador – resultado que confirmou o acesso de ambos. Hoje, é o Bahia quem persegue o quinto colocado Vila, quatro pontos na sua frente. A equipe tem problemas. Uma gripe tirou Rogério de combate e a defesa terá Alison e Cléber Carioca outra vez. Fausto retorna de suspensão, mas não tem companheiro definido. Críticos de Emerson Cris em prontidão. Com dores no joelho, o volante é dúvida. Aos adeptos do futebol ofensivo, é possível que Arturzinho escale Ávine, Rafael e Elias como armadores. A tendência, no entanto, é a recuperação de Cris, o retorno de Adilson à lateral e saída de Rafael do meio. Há também modificação por caráter técnico. Na terça-feira, o treinador alegou que Marcone está dois quilos acima do peso ideal para mantê-lo na reserva. Depois de 48 horas, Marcone é provável substituto de Luciano Baiano, desempenho aquém do esperado desde o estadual. Arturzinho prova não ter pudores para improvisar a nova safra tricolor – um ala no meio e um volante na lateral. Vila – A meta do Vila Nova é ingressar no G-4 na 11ª rodada. Está a um ponto do Avaí, quarto lugar, e conta com invencibilidade de quatro partidas. A última derrota aconteceu dia 13 de junho, goleada por 4×1 para o Avaí. O time do técnico Givanildo Oliveira, ex-Vitória, ainda não perdeu no Serra Dourada no Brasileiro e tem Túlio Maravilha, artilheiro da Série B com sete gols. Com informações do Correio da Bahia Bahia: Rui Acioly fala sobre salários atrasados
Em conversa por telefone com o “Bahia Notícias”, o diretor de futebol do Bahia, Rui Acioly, foi questionado se os salários realmente estavam atrasados. “Eu não posso falar de todos os funcionários do clube porque sou diretor do futebol profissional. Realmente estamos com alguns problemas. Os meses de maio e de junho, que venceu agora dia 5, estão atrasados. Porém, estamos pagando maio hoje (11), mas, apenas para os jogadores que não viajaram. Já os que estão em Goiânia vão receber segunda-feira (14), não apenas os jogadores. O técnico Arturzinho, o preparador físico, de goleiros, enfim, todos os profissionais vão receber o mês de maio dia 14”. Sobre o mês de junho ele titubeou e afirmou. “Isso ai vamos vê logo mais. As coisas estão muito difíceis pra gente sem a Fonte Nova. Porém, até o dia 25 devemos deixar o pessoal em dias”. Em tempo, informações vindas de dentro do clube dão conta que os outros funcionários chegam a estar inacreditáveis dois anos sem ver a cor do seu dinheiro é o que informa o jornalista Èder Ferrari do Site Bahia Noticias

Marcelo Ramos: Estou feliz e muito honrado

O atacante Marcelo Ramos, oficialmente o mais novo contratado do Bahia, concedeu entrevista à Rádio Sociedade na noite de quinta-feira (10) na qual declarou estar feliz e honrado de voltar a defender o clube tricolor. A confirmação da contratação do atleta havia acontecido instantes antes da entrevista, e Ramos pôde explicar melhor ao torcedor a situação que o levou a fechar com o Bahia. “Três equipes me ligaram (Bahia, ABC e Santa Cruz), e depois olhei o site do Santa Cruz e realmente eles tinham dado como certa a minha contratação. Em seguida, eu liguei para o presidente (do Santa Cruz, Edson Nogueira) e falei que havia conversado com o Bahia e, independente da proposta que ele fez, que foi muito legal, era o clube onde fui revelado, e que eu tinha essa vontade muito grande de voltar a jogar no Bahia. Defini que era melhor voltar, até por causa dos meus pais, a saudade era muito grande, e também por causa da torcida.” ( Lucas Esteves) O G4 é o limite para os goianos

A um ponto do Juventude, quarto colocado, o Vila Nova tenta entrar no G4 – grupo dos quatro que conquistam o acesso – nesta sexta-feira, às 20h30, contra o Bahia, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 11ª. rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Os goianos estão invictos há quatro partidas e, com um empate sem gols com o Paraná, chegaram aos 17 pontos, na quinta colocação. O Bahia também vem de empate. Em casa, ficou no 1 a 1, com o ABC e, sem perder há duas rodadas, está na 11ªposição, com 13 pontos.

Túlio sem parceiro

O técnico do Vila Nova, Givanildo Oliveira (foto), tem apenas um desfalque. Não poderá contar com o atacante Wando, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Em seu lugar, o treinador deve optar por Bruno Batata. Marco Aurélio também briga pela vaga. “Ainda estamos definindo qual deve ser a melhor opção, mas não devemos alterar nossa forma de atuar. Vem dando certo e assim vamos continuar”, afirmou o treinador.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*