Diretor do Avaí critica Feira de Santana

Que o futebol brasileiro não é um dos mais organizados do mundo todo mundo sabe. Mas uma cidade não ter nem condições de abrigar uma delegação já é novidade.

E é isso que acha o supervisor de futebol do Avaí, Márcio Azevedo, sobre a cidade de Feira de Santana, onde o Bahia vem mandando seus jogos neste Campeonato Brasileiro da Série B e nesta sexta vai receber os catarinenses, pela nona rodada da competição.

“Nós temos que ir a Feira de Santana no dia do jogo, pois lá não tem um hotel com condições de abrigar uma delegação de futebol”, afirmou Azevedo. Dessa maneira, a delegação deve deixar Salvador após o almoço de sexta-feira.

A viagem para a capital baiana, sede do Bahia, já aconteceu e jogadores e comissão técnica devem chegar por volta das 14 horas à “Boa Terra”. O Bahia não manda seus jogos em Salvador desde o ano passado, quando aconteceu a tragédia da Fonte Nova. Pelo visto, ainda é preciso melhorar muita coisa (senão tudo) para a realização da Copa 2014. Informações da Agência do Futebol do Interior 3/7/2008 19:33:07 Retificação: Assessoria do Avaí desmente declarações A assessoria de imprensa do Avaí desmentiu as declarações publicadas pelo Diário Catarinense, na edição desta quinta-feira. De acordo com o jornal, o supervisor de futebol avaiano, Márcio Azevedo, teria declarado que em Feira de Santana, local do jogo contra Bahia, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, não há um hotel em condições de receber uma delegação de futebol.

“Já solicitamos ao jornal para que seja feita uma retificação, pois houve um equívoco. Na verdade, foi dito que Feira de Santana não não tem nenhum um hotel credenciado pela FBA (Futebol Brasil Associados)”, explicou o assessor Gastão Dubois. Bahia faz promoção para atrair a torcida diante do Avaí
O técnico Arturzinho dirigiu nesta quinta-feira o último treinamento antes do jogo contra o Avaí nesta sexta-feira, às 20h30, no Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana. Para voltar a contar com o apoio da torcida em maior número, a diretoria do Bahia colocou o ingresso a preço único de meia-entrada, R$ 10, sem a necessidade de apresentação da carteira de estudante. A promoção será válida ainda para a partida contra o ABC/RN, 08 de julho.

O anúncio oficial de que o Barradão não será alugado ao Bahia para a Série B serviu para o elenco voltar a tratar Feira de Santana como lar, pelos menos até a conclusão das obras de Pituaçu. Os substitutos dos vetados Bruno Cazarine, Fábio e Adílson, ainda não foram divulgados. Quem não sabia?
Como todo mundo já sabia nesta quinta-feira (3). O presidente do Vitória, Jorge Sampaio, negou o aluguel do estádio do Barradão, ao Bahia, alegando que os torcedores e conselheiros do clube não permitiram à diretoria acatar o pedido.

Boa parte dos argumentos contra a cessão do espaço, além da óbvia rivalidade, é o medo da torcida e do próprio clube de terem o patrimônio depredado pela torcida do Bahia, que no dia da tragédia da Fonte Nova, em novembro do ano passado, deu um péssimo exemplo e destruiu parte da estrutura do estádio em comemoração ao acesso à Série B.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*